Nova York - Encontro com a Wyrm

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Edson F. em Ter 20 Ago 2013 - 8:21


Nova York - Encontro com a Wyrm


Nova York, 1993

Um homem, de aparência forte, chega em casa, liga os alarmes da casa, ou melhor, de sua mansão, é uma casa enorme 5 (cinco) quartos, 3 (três) banheiros, 2 (dois) andares, e outras coisas mais, a casa está em segurança, cachorros lá fora, 4 (quatro) seguranças. Ela tira a roupa e vai direto para o banheiro, 15 (quinze) minutos e ele está de volta ao quarto, olha para o relógio 23:47, hoje atrasou um pouco era pra ter chegado em casa por volta das 22:00. Apaga as luzes e se deita, mas percebe algo estranho, ele não está sozinho na cama, alguém está ao seu lado, ele dá um pulo e se levanta rápido, assustado e sem fôlego para falar algo, fica paralizado apenas olhando, acende rápido a luz, para seu espanto é uma mulher, muito bonita, cabelos negros pouco abaixo dos ombros, bem vestida, não parece o tipo que invade casas, nunca havia visto ela antes, ela apenas o olha, mas não um olhar comum, um olhar sedutor de quem quer algo mais que um conversa ou explicação.

Depois de um tempo encarando aquela bela mulher ele recupera o fôlego, e então fala:

- Quem diabos é você e o que está fazendo aqui? Se não sair daqui agora vou chamar os seguranças e vai ter que se explicar para a polícia, ou talvez eu nem precise envolver a polícia nisso e eu mesmo resolvo a situação.

Ela continua encarando o homem, sem nada dizer, se levanta e chega bem perto do homem, ele sente seu perfume. É uma sensação estranha, mas ele não sente a necessidade de chamar os seguranças, é como se ela troucesse algum conforto para ele, por fim ela fala algo:

- Estive observando você por um tempo, sei muito bem como resolve suas coisas, mas você pode fazer mais que isso, podemos crescer juntos, o que acha de se juntar a mim, vamos ser sócios, você não vai mais precisar de seguranças poderá fazer tudo sozinho sem eles.

O homem não sabe de que se trata, mas sente uma forte confiança, nem passou pela sua cabeça como aquela mulher passou pelos alarmes e por toda a segurança da casa, é uma bela mulher, ele não recusaria nada dela. E aceita, serão sócios ele será mais forte, acredita que financeiramente, mas ainda não sabe de que se trata, mas pela mulher vale a pena tentar. Eles conversam um pouco mais, o assunto toma rumos diferentes, logo ambos estão na cama. A melhor noite do homem e ele nem imagina que logo sua vida mudará para sempre, a mulher o morde, no pescoço, diante da situação que estão, essa mordida apenas excita mais o homem, mas para ele já é tarde demais.

Lá fora algo mais estranho está acontecendo, os seguranças estão mortos, os cachorros também, mas ainda mais estranho, há lobos vigiando a casa, não lobos comuns, mas lobos muito grandes, Garous. Suas aparências são ferozes, parecem saber de tudo o que está acontecendo na casa, mas não entram, apenas estão do lado de fora, vigiando.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 28
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Edson F. em Ter 20 Ago 2013 - 8:25




Combater a Wyrm Onde Ela Estiver e Sempre Que Proliferar




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 28
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Edson F. em Qui 22 Ago 2013 - 13:16

2013

20 anos depois daquele incidente e tudo continua perfeitamente normal, nada mudou, ou melhor quase nada, as mudanças foram imperceptíveis para alguns. Mas alguém em especial já está a par de tudo, o acontecimento daquela noite deveria ser um completo segredo, mas para ele é apenas mais um caso, mas algo maior está envolvido em tudo isso, uma grande batalha virá pela frente, e como toda guerra, precisa de soldados.

O homem está em casa, em seu escritório, em cima da sua mesa há uma pilha enorme de papeis, parecem mais currículos, fotos de pessoas e um breve histórico sobre cada um, ele liga seu Mac, digita algumas senhas, procura algumas coisas e encontra o que prourava, as mesmas pessoas que estão nos papeis em cima da sua mesa. Seleciona algumas delas. Depois faz um breve ligação. Liga para um grupo de pessoas.


- Está decidido, sãos eles mesmos, deixem o último comigo.

Ele desliga, se levanta, abotoa seu paletó, está bem vestido, sapato social, calças pretas, e um paletó preto, sem gravata, ele detesta essas coisinhas, elas eram usadas antigamente quando os homens iam caçar ou entrar em confronto com outros, até hoje é assim, só os de mais alto escalão da sociedade usam, para chamar mais atenção ou para intimidar, e ele não precisa de nada disso. Entra no seu carro, um Nissan 350Z, dá partida, e vai ao encontro de uma das pessoas que estava olhando nos papeis na mesa.

Ele dirige com muito confiança, alta velocidade, não pela busca de aventura, mas porque ele é assim mesmo, cheio de confiança, autoridade. Não sente medo da missão que estar por vir, sabe que esse não será seu fim, ainda não.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 28
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Fúria do Carvalho em Qui 22 Ago 2013 - 14:07

Fúria já andava pelas florestas ao redor do caern da Primeira Fúria (Canadá) desde filhote, agora, era um lobo imenso e um guerreiro de Gaia, trazia em seus pelos a marca de sua herança, herança esta que Coração da Aurora Ancião do caern, disse que Fúria manchou, quando assassinou os macacos sem pelo (Humanos) em seu rito de passagem, o que deixou Fúria confuso, afinal, ele tinha que proteger a floresta assim, matou aqueles que estavam destruindo-a, aqueles agentes da wyrm disfarçados estavam destruindo a floresta para construir mais uma colmeia de macacos (cidade, ou qualquer estrutura que abrigue muitos humanos). E Fúria foi repreendido por isso, e por ser de sangue puro teve que servir de exemplo e ter uma punição considerável, tinha que ir para um caern urbano, em uma colmia, lugar que Fúria odiava e evitava com todas as forças, e realizar alguma missão lá, conquistar algum grande feito e com este feito, poderia voltar para casa se quisesse, os seus antepassados estavam mudos e Fúria se sentia um pouco perdido, mas sua lealdade ao caern sempre foi imutável e iria completar a tarefa e voltar com muitas peles dos lacaios da wyrm e da wave.

Agora Fúria estava a meio caminho do caern que ficava a algumas milhas da cidade, iria parar ali para se alimentar e descansar, andava a quase meio dia, estava exausto de tanto evitar macacos, macacos que caçavam, macacos que simplesmente estava de passagem pelos ermos, evitar que fosse visto era prioridade, não que Fúria se importasse, mas não queria ser punido outra vez. Seu focinho negro ao vento tentava farejar a presença de outros como ele tentava chegar ao caern seguindo seus irmãos e irmãs que por ali passaram, as folhas já caiam, a época de acasalar estava se aproximando, um pensamento distante e estranho agora pro garou que achava que tinha outros deveres que lhe impediam de agir como um lobo normal. Seus pelos rubros se revoltavam ao vento parecendo mais atrapalhados do que já eram, sua calda calma se mantinha em altura média balançando calmamente de um lado pro outro enquanto Fúria tentava seguir o rastro até o caern, suas patas doíam e o sol intenso escapava por entre as copas das arvores, de vez em quando deixava-se levar pelos sonhos que um dia teve, sonhos de lobo, onde caçava um grande cervo com sua matilha o vento acaricia seus pelos e sua boca salivava toda vez que chegava mais perto do cervo, sua empolgação com o "sonho" fez com que percebesse a falta que sua matilha estava lhe fazendo. Tinha que retornar a sua casa....
avatar
Fúria do Carvalho
Garras Vermelhas
Garras Vermelhas

Mensagens : 35
Data de inscrição : 21/01/2011
Idade : 29
Localização : Belém

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  athillaST em Qui 22 Ago 2013 - 18:53

Kat estava se despendindo de suas irmãs de tribo, a seita protetoras de São Francisco a acolheu muito bem e ensinou tudo que ela sabe e é no momento. Suya mãe já esta em Vancouver, ela conseguiu um emprego de secretária, pois, fala ingles, espanhol e grego (nativo) fluente e depois de postar alguns curriculos foi chamada. Pelo que Kat sabe ela alugou um pequeno ap mais afastado do centro de Vancouver e esta arrumando aos poucos tudo por lá. Levando alguns trocados dados por suas irmãs Kat está dispotas a conhecer Vancouver, estudar e tentar ajudar a sua tribo por lá. A jovem irá de ônibus até o Aeroporto e depois vai de avião até Vancouver, de la vai a pé boa parte do trajeto até o endereco de sua mãe. 

Ações - Red
Fala - " "
Pensamento - * *
Off - Blue
avatar
athillaST
Fúrias Negras
Fúrias Negras

Mensagens : 36
Data de inscrição : 13/08/2013
Idade : 40
Localização : RJ - Cascadura

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Junkeira em Sex 23 Ago 2013 - 14:30

Andrew está em um bar, próximo da praia de Nova Jersey, tomando uma cerveja enquanto pensava na vida, no trabalho, na Seita etc. Ele saboreia sua cerveja enquanto assisti a televisão, onde está passando um jogo de futebol americano. Mas seus olhos permanecem distantes. Talvez seria uma boa ir na praia fuma "uma" depois do bar ou dar um passeio pela cidade no seu carro. Parar em um restaurante japonês e comer um sushi. Ele dá um ultimo gole, larga alguns dólares em cima do balcão e sai do bar. Entra no carro, liga o som, vira a chave e sai dirigindo em direção a floresta que é a área de sua Seita. Ao chegar no seu destino entra em uma trilha com o carro estaciona no lugar de sempre, desliga o som e sai para dentro da floresta. Se estabelece em um lugar bem agradável onde pode ver a lua entre os ramos das árvores. Ele abre os braços e inspira 3 vezes o ar puro da floresta, como é de praxe, pois esse é seu ritual Hálito de Gaia. Após isso se senta e acende o baseado, aguardando que algum espírito fale com ele ou algum Garou da Seita apareça por ali pra trocar alguma ideia.

fala
ação
pensamento
avatar
Junkeira
Filhos de Gaia
Filhos de Gaia

Mensagens : 21
Data de inscrição : 09/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Edson F. em Ter 27 Ago 2013 - 8:14

O homem continua a viagem em seu Nissan, antes de ir para seu destino final faz uma parada em sua empresa, uma grande empresa de software, da uma olhada em como vão as coisas por lá, não que não confie em seus funcionários, mas porque gosta de estar na empresa, antes de sair para cada missão ele passa um tempo na empresa, acha o lugar relaxante, para os outros isso soa como se estivesse se despedindo, como se nunca mais fosse voltar, mas ele sabe qual será a missão da qual não voltará, e não é essa ainda.




Fúria do Carvalho

Fúria do Carvalho ainda estava confuso, ainda não entendia o porque de seu castigo, apenas estava protegendo a natureza, protejendo seu lar, e agora tinha que ir para outro caern ajudar os macacos, logo ajudar a quem ele menos gostava, ele acabaria com o máximo de agentes da Wyrm que pudesse. Já estava cançado, já fazia muito tempo que vinha caminhando, e também desviando dos humanos, não pretendia entrar em confronto com mais ninguém, caso contrário enfrentaria mais problemas.

Fúria corre atrás de pequenos animais, consegue alguns como refeição antes de continuar seu árduo caminho, não é tão fácil caçar, é como se os animais sentissem o perigo, como se sentissem que um grande predador está por perto. Após uma breve e pobre refeição para um lobo do seu tamanho ele segue seu caminho. Já consegue avistar a cidade de onde está, sente que só queria estar no Caern, não queria essa missão tão irritante, ele foi um heroi, não uma vergonha, já ia dar mais um passo em direção a cidade, mas algo chamou atenção, seu olfato extremamente apurado detectou um cheiro diferente, não de um humano qualquer, parece cheiro de outro lobo, provavelmente um Garou, ou um lobo qualquer querendo desafiá-lo por invadir seu território.

Ele olha ao redor, logo o cheiro some, talvez fosse apenas um lobo passando por perto, ou apenas o cheiro trazido pelo vento, não importa ele é um predador, um assassino nato, nada o pega desprevenido, ainda mais quando se trata do cheiro de outro predador.




Kathelim Amaris

Kathelim Amaris se despede de suas irmãs, estava no Caern, mas decidiu que é hora de ir visitar sua mãe que atualmente está morando em Vancouver, conseguiu um emprego e resolveu ficar por lá mesmo, estão irá fazer uma visitinha. Após as despedidas, nada muito choroso, ela pega um ônibus, logo chega ao aeroporto. Tudo ia bem, até um homem muito bem arrumado fazer uma estranha ligação, não que ela estivesse ouvindo conversas alheias, mas a conversa chamou atenção, chamaria atenção para qualquer Garou.

- Ela saiu do Caern, já irá embarcar no avião.

Ela olha em volta mas está muito movimentado para saber quem foi o tal homem que fez a ligação. Isso foi estranho, um humano qualquer não saberia sobre Caerns, então ele é um Garou, só poderia estar falando dela, quem mais teria saido do Caern e iria embarcar num avião? E ela escutou muito bem que ele falou "Ela" no feminino, isso é muita coincidência.

Faltam 18 minutos para seu voo sair.




Andrew Zreik

Andrew Zreik está em um bar, mas é como se não estivesse ali, em seu pensamento ele se encontra bem longe, pensando em muitas coisa, inclusive para onde irá depois que sair do bar. Por fim sabe para onde ir, sai do bar e vai em direção a floresta, Luna não está em conexão com seu Augúrio, ela passa um pouco de meia, mas está divinamente brilhante, ocasião perfeita para iniciar seu ritual, inspira o ar três vezes e limpa completamente sua mente. Após o término do ritual ele espera que algo aconteça, o aparecimento de algum Garou ou mesmo espírito.

percepção + enigmas:
Andrew rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 6 para presságio que resultou 6, 2, 3, 2, 4 - Total: 1 Sucesso

Ele acende um baseado, e em fração de segundos vê algo através da fumaça, são dois grandes olhos vermelhos o encarando, vermelhos vivos como o sangue.

inteligência + enigmas:
Andrew rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para interpretar que resultou 2, 4, 10, 7, 9, 4 - Total: 3 Sucessos

Ele se levanta, e olha ao redor, mas não sente nada, nem uma presença, ele sabe que aquilo foi um presságio, não viu muita coisa, mas sabe que algo irá acontecer envolvendo  aqueles dois grandes olhos vermelhos, que não sabe a quem pertence, e querendo ou não ele também sentiu que de alguma forma irá estar conectado àquilo.

Aquele presságio tirou sua tenção, e ele não viu a aproximação de seu irmão, Jeff Zreik.

- Sabia que te encontraria por aqui. Tudo bem aí maninho? Olha, tem um cara lá no Caern te procurando. Ele disse que é muito importante.

O Caern ficava próximo, mas o mais estranho é que Andrew não esperava nem uma visita, ele pensa que talvez seu presságio já começou.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 28
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Junkeira em Ter 27 Ago 2013 - 12:36

- Sabia que te encontraria por aqui. Tudo bem aí maninho? Olha, tem um cara lá no Caern te procurando. Ele disse que é muito importante.
Após ouvir a voz do meu irmão permaneço olhando para os lados como se ainda pudesse encontrar algum vestígio daquela visão. Contemplo as árvores, investigo as sombras e termino com o olhar em Luna. Algo me preocupa, no interior da minha alma sinto a perturbação. E finalmente olho atrasado para o rosto do meu irmão que estava ali esperando pela minha resposta.

Qual é mano?! Veio dá um tapa também? Tem pra nós dois...

Aqueles olhos vermelhos... Gaia tem um missão pra mim. Não posso tardar em responder. Vou vê o que esse tal cara tá querendo.

Eu enfio a mão no bolso e tiro minhas ervas e estendo a mão para meu irmão pegar.

Toma brow... Não vou fumar mais hoje. Qual é a historia do cara que quer falar comigo? Sabes quem é esse sujeito?

Eu só pergunto por perguntar, pois o que quero realmente é chegar com o cara e tirar minhas próprias conclusões. Então após ouvir a resposta do meu irmão, vou imediatamente em direção ao Caern falar com o tal sujeito.

fala
ação
pensamento
avatar
Junkeira
Filhos de Gaia
Filhos de Gaia

Mensagens : 21
Data de inscrição : 09/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  athillaST em Ter 27 Ago 2013 - 16:24

Kat olha ao redor, mais esta tudo cheio e aquele fluxo constante de gente que era de se esperar em um aeroporto. Falta pouco para o embarque e a jovem sabe que ouviu um "chamado". O pior é que pode ser algum inimigo querendo seu mal ou mesmo pega-la para chegar ao Caern de suas irmãs. Kat procura se afastar e parar em um local aonde tenha uma visão melhor, com isso ela vai ficar destacada, mais se tem alguem de olha nela tambem vai ficar mais exposto, bom pelo menos esse é seu pensamento.

*Melhor não facilitar, posso ser nova mais ficar de bobeira não eh a minha. Se estão pensando que vaum me apanhar facilmente, então se enganaram.*

Kat vai dar um tempo, mais se naum notar nada estranho ou alguem irá se dirgir para embarcar no voo.


Off: Um teste de atenssaum para tentar encontrar alguem seguindo ou que esteje vijiando Kat.

Ações - Red
Fala - " "
Pensamento - * *
Off - Blue


Última edição por athillaST em Qua 28 Ago 2013 - 16:04, editado 1 vez(es)
avatar
athillaST
Fúrias Negras
Fúrias Negras

Mensagens : 36
Data de inscrição : 13/08/2013
Idade : 40
Localização : RJ - Cascadura

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Fúria do Carvalho em Qua 28 Ago 2013 - 1:19

Fúria ainda estava com o focinho levantado, os pelos do pescoço eriçados com o cheiro de outro predador, sua cauda alta demonstrando sua imponência seu aspecto de alfa e dominante, seus olhos amarelos vasculham a área, estava atento, nunca um predador conseguiu escapar de seu olfato de forma tão repentina, suas orelhas também estavam em alerta se movendo ao menor ruído, ainda parado no lugar que sentiu o cheiro sua cauda agora balançando com cuidado *Quem é você coelhinho...? Estou começando a gostar desse jogo* Se lembrando dos seus ensinamentos com o Theurge caçador-silencioso, Fúria invoca o dom de Gaia para encontrar outros predadores [Ativação do Dom Sentir predador].

*Talvez possa esconder seu odor, mas você esta lidando com um Garra vermelha, e não com um Urra (Garou urbano). Será que está me vigiando? Esperando o momento certo para atacar? Ou é apenas um irmão curioso com um predador como eu em seu território? Não... um irmão não teria a capacidade de esconder seu odor desse jeito, deve ser um Garou, mas porque está tentando ser furtivo? Acho que minhas chances em uma batalha estão pequenas... coelhos não me ajudaram a aplacar a fome, e já estou nessa viagem a algum tempo, minhas patas doem... Que tipo de Ahroun reclama da dor? Arrrg, concentre-se*

Fúria range os dentes por esse deslize em seus pensamentos, se havia algo ali? Ele iria encontrar.




Fala "-..."
Ação ...
Pensamento *...*
avatar
Fúria do Carvalho
Garras Vermelhas
Garras Vermelhas

Mensagens : 35
Data de inscrição : 21/01/2011
Idade : 29
Localização : Belém

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Edson F. em Qua 28 Ago 2013 - 18:45

O homem sai da sua empresa, entra novamente em seu Nissan, e agora vai em direção ao seu encontro, sem mais interrupções. Espera que tudo esteja saindo bem com o resto do grupo. Um bom tempo depois e ele chega a um apartamento, já sabe em qual porta bater, é uma mulher quem atende a porta, breves apresentações e o homem entra.


Andrew Zreik

Mesmo depois de seu irmão ter chegado Zreik ainda sente uma leve perturbação, aqueles olhos ainda são recentes em sua mente, pareciam olhos de pura maldade, não imagina como isso pode ser bom, mas se teve essa leve visão é porque Gaia permitiu. Finalmente olha para seu irmão.
Qual é mano?! Veio dá um tapa também? Tem pra nós dois...
- Até gostaria brother, mas não posso mesmo, o cara parece ter pressa é melhor vir logo, e preciso ficar de vigia no Caern essa noite, então tenho que passar o dia bem e descansar depois..

Jeff recusa, isso significa que algo o perturba, dificilmente ele recusaria dar um trago, talvez seja melhor ir mesmo ver esse tal homem.
Toma brow... Não vou fumar mais hoje. Qual é a historia do cara que quer falar comigo? Sabes quem é esse sujeito?
- Ele não me falou sobre o que é, é um cara bem vestido, careca, terno, parece da alta sociedade, só disse que era importante e que precisa falar com você, só com você, em particular.

Andrew vai para o Caern com seu irmão, ele quer logo saber de que se trata, chegando ao Caern seu irmão indica a cabana onde o homem está esperando, pois foi assim que ele exigiu conversar, a sós com Andrew. Ele vai para lá, assim que entra logo percebe que o cara realmente é de classe alta, ele se levanta da cadeira onde estava sentado, na mesa há apenas uma garrafa de água, que já foi aberta e bebida alguns goles, ele estende a mão para Andrew, mas não se apresenta. Vai direto ao assunto.

- Fui enviado para lhe dar um recado, há uma missão para você, você precisa vir comigo até Vancouver. Não posso contar mais detalhe nem um, é altamente confidencial, e não tenho permissão para falar sobre a missão em qualquer lugar, outra pessoa irá entrar em contato com você em Vancouver, com você e outos integrantes.

Andrew foi pego meio que desprevenido, não esperava algo tão rápido assim, esperava que tivesse mais detalhes da visita, como o encontrou, ou o que quer dele, mas não.

- Há um jatinho particular esperando por nós não muito longe daqui, pegue alguns de seus pertences, só o que realmente for necessário, todo o resto que precisar você terá lá a sua disposição.



Kathelim Amaris

Amaris olha ao redor, mas não encontra niguém, mas se a estão seguindo isso significa que não irão tirar os olhos dela, então ela decide se afastar e observar melhor as pessoas para tentar descobrir quem a está seguindo, embora não seja um boa estratégia, ela estará muito exposta e assim seu perseguidor poderar se misturar melhor entre a multidão.

percepção 2 + prontidão 2 = 4:
Kathelim rolou 4 dados de 10 lados com dificuldade 8 para atenção que resultou 7, 6, 5, 6 - Total: 0 Sucesso

Assim como ela havia pensado, não seria fácil mesmo, há muitas pessoas algumas olham para ela, mas são olhares normais de quem passa e simplesmente olha para alguém sem nem um interesse.

Sem chance de encontrar seu observador ela embarca no avião, mas ainda assim fica de olho nas possíveis pessoas que possam ficar olhando para ela ou que pareçam suspeitas. Após chegar em Vancouver, terá que encontrar o endereço da mãe, parece que sua mãe não poderá esperá-la no aeroporto.




Fúria do Carvalho

Claro que Fúria do Carvalho não deixaria um possível predador deixar seu cheiro e simplesmente sumir, ele olha para todos os lados em busca de mais algum sinal, qualquer resta, qualquer luminosidade, qualquer cheiro, mas não percebe mais nada, até ativar seu dom.

dom sentir predador:
Fúria rolou 9 dados de 10 lados com dificuldade 6 para dom que resultou 9, 7, 6, 5, 4, 1, 6, 6, 9 - Total: 5 Sucessos

Tudo está um completo silêncio mas graças ao dom ativado é como se pudesse ver, sentir ou mesmo saber o próximo passo do predador, ele sente que essa breve passagem se trata de um Garou, apenas um Garou, é alguém habilidoso, seu cheiro era forte, mas foi breve, ele sabe se esconder muito bem, mas se há algo ali, Fúria o encontrará.

Até que ouve um barulho, de aproximação, Fúria eriça seus pelos, está pronto para o ataque. Em sua frente aparece um enorme Hispo, claro que comparado a forma Hispo de Fúria do Carvalho ele seria menor, uma vez que tem todas suas formas mais avantajadas. O Hispo não parece estar em posição de batalha, muito pelo contrário, suas orelhas estão abaixadas, seu olhar está meio para baixo, evitando olhar nos olhos do lupino, por fim ele decide falar, ele fala fazendo pequenas pausas.


- Venho em paz amigo lupino... Há uma missão para você...Coração da Aurora já foi avisado... Ele disse que isso pode fazer parte de sua missão... Não precisa mais ir para outro Caern ajudar os humanos.

É só o que ele fala, ele espera alguma resposta do lupino, e a próxima etapa é ir para um carro que os espera logo na entrada da cidade.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 28
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Junkeira em Qui 29 Ago 2013 - 8:21

Eu acompanho meu irmão até o Caern enquanto observo a beleza de Pine Barrens (floresta). Chegando ao nosso destino, Jeff me mostra o "local" da reunião. Começo a sentir o ar pesado da seriedade a cada passo que me aproximo da cabana. Porém entro sorrindo pra que o Garou saiba que é bem vindo ali com os Filhos de Gaia. Quando ele estende a mão, não tardo em estender a minha.

- Fui enviado para lhe dar um recado, há uma missão para você, você precisa vir comigo até Vancouver. Não posso contar mais detalhe nem um, é altamente confidencial, e não tenho permissão para falar sobre a missão em qualquer lugar, outra pessoa irá entrar em contato com você em Vancouver, com você e outos integrantes.
Eu tento não sair da imagem amigável que eu queria passar para o visitante, porém o golpe de suas palavras me deixaram escapar alguma surpresa. Meu coração dá uma leve acelerada, meu corpo sente um leve choque.

Nossa... a situação deve ser tensa mesmo. Mas nem conheço esse cara e não tenho ideia de quais são suas intenções. Mas aquela visão... não posso recuar diante de toda essa situação, Gaia pode estar querendo minha ajuda em algum canto. Não posso ficar questionando.

- Há um jatinho particular esperando por nós não muito longe daqui, pegue alguns de seus pertences, só o que realmente for necessário, todo o resto que precisar você terá lá a sua disposição.
Certo cara. Não vou ficar ti perguntando sobre essa onda toda aí, mas quero saber qual o interesse de "vocês" ou o"seu" interesse na minha pessoa. Não é todo dia que uma agencia secreta me recruta pra fazer algum trabalho tão secreto. O que "você" ou "vocês" sabem de mim? Posso ter pelo menos esse esclarecimento?

Eu pergunto com toda educação e ainda tento manter o convidado a vontade. Afinal, vou ir de qualquer forma pra Vancouver saber do que se trata essa missão tão secreta e tão séria.

fala
ação
pensamento
avatar
Junkeira
Filhos de Gaia
Filhos de Gaia

Mensagens : 21
Data de inscrição : 09/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  athillaST em Seg 2 Set 2013 - 14:46

Kat ao chegar em Vancouver continuara atenta e vendo se vai estar sendo seguida ou observada. Sua primeira busca para chegar ate sua mãe vai ser procurar os correios e verificar se existe o endereço de postagem de Lena Amaris. Caso naum encontre verificará em listas telefonicas se sua mãe publicou o numero e em ultimo caso com tudo falhando vai se dirigir a policia tentando ajuda. Antes porem Kat tentara uma carona até perto do centro de Vancouver para depois colocar seus planos em ação.

Ações - Red
Fala - " "
Pensamento - * *
Off - Blue
avatar
athillaST
Fúrias Negras
Fúrias Negras

Mensagens : 36
Data de inscrição : 13/08/2013
Idade : 40
Localização : RJ - Cascadura

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Edson F. em Ter 3 Set 2013 - 19:09

O homem olha para o relógio, e pensa que ela já deve ter chegado, logo estará aqui. O chá está delicioso. Passam-se alguns minutos, e alguém chama à porta.



Andrew Zreik

Andrew acompanha seu irmão até o Caern, lá é direcionado para o local de encontro. Andrew prepara o melhor sorriso, pretende entrar com bom humor, e provar que o tal sujeito é bem vindo, asim que entre seu rosto é sério, ele lhe estende a mão. A princípio Andrew acha tudo muito estranho, não conhece o cara e nem sabe como ele chego até aqui.

Certo cara. Não vou ficar ti perguntando sobre essa onda toda aí, mas quero saber qual o interesse de "vocês" ou o"seu" interesse na minha pessoa. Não é todo dia que uma agencia secreta me recruta pra fazer algum trabalho tão secreto. O que "você" ou "vocês" sabem de mim? Posso ter pelo menos esse esclarecimento?
Apesar de ter falado antes que não pode revelar nada sobre a missão, falar sobre como o encontrou ou porque o escolheu não é nada de mais, sua voz é calma e paciente ao responder.

- Não sou eu que necessita de seus serviços e não fui eu que o escolhi, meu patrão é quem fez tudo, mas o motivo de ter lhe escolhido são claros. Ele sabe de suas visões, isso pode ajudar em algo. E seu humor, você é extremamente calmo, uma habilidade que será necessário na missão. E  não somos uma agencia secreta. Por hora é só isso que posso falar, ao chegar ao nosso destino você terá todos as outras respostas.




Kathelim Amaris

O voou é tranquilo sem nada suspeito, mas ainda assim ao chegar em Vancouver Kathelim continua atenta, caso alguém continue seguindo-a. Kathelim vai até os correios procurar o endereço da mãe, não conhece muito bem o lugar, não sabe onde ela mora nem consegue chegar lá sozinha, e a mãe não estava no aeroporto esperando. Antes ela pega uma carona, não é difícil, com toda sua beleza qualquer homem daria carona a ela, durante o caminho, o homem apenas a tenta impressionar, falando besteiras de seu trabalho, as coisas que faz, mas na verdade é apenas um velho safado, no seu dedo ainda está a marca da aliança tirada recentemente, talvez pouco antes de dar a carona. Kathelim não dá muita atenção, mas assim que chega vai direto ao que interessa, procurar o endereço da mãe, que já havia deixado algo para ela, o endereço, essa foi fácil, agora é conseguir outra carona, e mais uma vez sua beleza se mostra muito valiosa.

Dessa vez ela vai de ônibus, o homem disse que irá passar por perto da rua mostrada no endereço e de lá ele mostrará o caminho a seguir. Ao chegar ao destino ele ensina como chegar até a rua de sua mãe, que não fica muito longe.

Ela mora num apartamento, pensava que era um casa comum, há um Nissan parado do lado de fora, não é nada suspeito mas um carro desses chama atenção. Vai até a porta certa e chama, logo sua mãe abre e fica explicito a felicidade de ambas pelo tamanho do sorriso. Elas se abraçam, ao entrar Kathelim se depara com um homem bonito, bem vestido sentado à mesa, tomando o que parece ser chá, pelo líquido de cor fraca, e pelo aroma que sente. Sua mãe quebra o silêncio.


- Ohh, filha estou tão feliz que veio, espero que não tenha encontrado dificuldades para chegar aqui, estou com visita e não pude ir buscar você no aeroporto. Ahh o seu amigo é muito gente boa, ele estava esperando por você. Podem ir matando a saudade, eu estou preparando algo para comer.

Ela se afasta enquanto Kathelim fica encarando o tal sujeito que nem de longe é seu amigo, nunca o tinha visto antes. Ele se levanta e estende a mão para ela.

- Olá Amaris, sou o Jared, estava muito ansioso para ver você. Se me permite, você é muito mais bonita pessoalmente do que visto por uma tela de LCD.

Ela fica confusa, sem saber ao certo o que falar. Com certeza ela não o conhece.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 28
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Junkeira em Qua 4 Set 2013 - 13:35

- Não sou eu que necessita de seus serviços e não fui eu que o escolhi, meu patrão é quem fez tudo, mas o motivo de ter lhe escolhido são claros. Ele sabe de suas visões, isso pode ajudar em algo. E seu humor, você é extremamente calmo, uma habilidade que será necessário na missão. E  não somos uma agencia secreta. Por hora é só isso que posso falar, ao chegar ao nosso destino você terá todos as outras respostas.
Eu escuto a resposta atentamente e por fim me levanto falando e estendendo a mão para o sujeito.

Ok! Estarei aqui em alguns minutos. Só preciso pegar algumas coisas no meu apartamento que são necessárias pra esse tipo de viajem.

Sorrio e saiu do local. Vou até meu carro e dirijo até meu apartamento. Peguei uma mochila pra guardar algumas peças de roupa, laptop e alguns cogumelos e ervas. Alguns pensamentos me surgiram nesse meio tempo.

Preciso da proteção de Gaia. Não sinto coisa boa, o lugar pra onde estou indo deve ser amaldiçoado. Alguma coisa tá muito errada nesse negócio todo...

Dirijo de volta pro Caern e guardo o carro e deixo a chave com o meu irmão. Estou pronto pra ir embora, mas antes vou me despedir da minha família e peço que o ancião abençoe minha partida. Então vou até o cara misterioso.

Tô pronto pra ir meu amigo.

fala
ação
pensamento
avatar
Junkeira
Filhos de Gaia
Filhos de Gaia

Mensagens : 21
Data de inscrição : 09/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Fúria do Carvalho em Qua 4 Set 2013 - 16:06

Fúria ainda com os pelos eriçados ainda observava o garou, seus dentes a mostra, brancos e ameaçadores, com um rosnado baixo de aviso, tentava farejava a presença da wyrm no seu perseguidor, lentamente com as orelhas para trás e os dentes um pouco a mostra como um alerta, mostrando que se o garou se movesse iria perceber a má ideia que teve ao andar furtivamente atrás de um Garra. Farejando o outro garou em forma hispo, sem qualquer medo da forma gigante do garou, Fúria decide que ele não é da wyrm, nada em seu cheiro lhe dizia isso,  ele se põe em uma postura mais amistosa porem ainda desconfiada

"- Porque você se aproxima pelas sombras garou? Sua forma de grande-lobo não me impressiona. Porque veio exclusivamente até mim, qual é a missão? E como me conhece? E o mais importante, quem-é-você?




Fala "-..."
Ação ...
Pensamento *...*
avatar
Fúria do Carvalho
Garras Vermelhas
Garras Vermelhas

Mensagens : 35
Data de inscrição : 21/01/2011
Idade : 29
Localização : Belém

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  athillaST em Sex 6 Set 2013 - 9:58

Kat fecha o senblante e olha fixo para o homem, mesmo confusa ela fala de um jeito calmo e baixo - 
"Naum sei quem vc é, mais vamos lá para fora, na garagem vc me diz o que quer. Deixa ela fora disso". 
Kat tem índolo calma e naum perderá a compostura, mais avisa ao homem - 
"Que fique claro aquela frase velha e conhecida está valendo, ou seja, se fizer alguma com ela te mato"
 Kat fala agora alto para que sua mãe escutar - "Vou la fora ver o carro novo do meu amigo, ja volto". 
Quando sairem da casa e forem para garagem Kat ira direto - 
"Então que quer e vc Sr. se trata de quem"

Off - Se tiver kmo brou ativo o Verdade de Gaia quando o cara começar o lero brabo.

Ações - Red
Fala - " "
Pensamento - * *
Off - Blue
avatar
athillaST
Fúrias Negras
Fúrias Negras

Mensagens : 36
Data de inscrição : 13/08/2013
Idade : 40
Localização : RJ - Cascadura

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Edson F. em Sex 6 Set 2013 - 13:01

Andrew Zreik

Ok! Estarei aqui em alguns minutos. Só preciso pegar algumas coisas no meu apartamento que são necessárias pra esse tipo de viajem.
Tudo pronto, Andrew aceita ir com o tal estranho até o tal lugar também estranho, fazer uma tal missão que também lhe é estranha, mas o cara não parece ser uma pessoa mal, seus parceiros não o deixariam entrar no Caern caso tivesem sentido o cheiro da Wyrm nele, o que quer dizer que ele está limpo.

Andrew vai em seu carro até seu apartamento, enquanto o homem aguarda no Caern. Assim como foi dito, Andrew só pega o que é relamente necessário, e claro suas ervas. Um pensamento passa pela cabeça de Andrew não há como estar indo para um lugar, digamos normal, deve ser algo no mínimo amaldiçoado, mais do que nunca ele precisará da ajuda de Gaia. De volta ao Caern Andrew se despede de sua família e vai falar com o Ancião para abençoar sua partida. Então vai até o homem.

Tô pronto pra ir meu amigo.
- Então vamos, me siga, o jatinho está logo ali, numa área mais aberta.

Eles seguem até uma área aberta, com uma enorme pista, lá está um jatinho, eles embarcam, o piloto dá a partida, o homem que convenceu Andrew a vir é o copiloto, após levantar voou e o avião se estabilizar no ar, ele sai da sua cabine.

- Andrew, se quiser beber ou comer algo pode ir até essa pequena área ao lado do banheiro, pode se servir a vontade, só não vá se embriagar, o chefe quer o melhor tratamento para vocês.

Ele volta para sua cabine e fecha a porta. A viagem não irá durar muito mais que 1 (uma) hora. Mesmo assim ainda sobra tempo para alguma bebida, ou um lanchinho rápido. Mas algo a mais foi falado, ele disse "o chefe quer o melhor tratamento para vocês" o que quer dizer que terá outros para esse missão. Talvez isso sirva de conforto, ou não, se requer mais pessoas envolvida significa que a missão é coisa grande.



Fúria do Carvalho

O lupino se mostra desconfiado, mas ainda assim não parece haver marcas da Wyrm no Hispo.
"- Porque você se aproxima pelas sombras garou? Sua forma de grande-lobo não me impressiona. Porque veio exclusivamente até mim, qual é a missão? E como me conhece? E o mais importante, quem-é-você?
- Estava seguindo você a um tempo... Perdi seu rastro mas o encontrei de novo... não estava vindo escondido... Minha forma não é para impressioná-lo, é apenas a forma que mais uso... Não tenho permissão para falar tudo o que deseja, fui enviado por alguém para procurar você e levá-lo até Vancouver... Lá você terá mais informações sobre a missão que o espera... Você foi escolhido por ser um exímio predador, e sua força se mostra necessária em algumas batalhas que estão por vir...

O Hispo se cala, para dar mais tempo do lupino absorver toda a informação, depois ele continua.

- Ao chegar em Vancouver você ficará num abrido com outros Garous escolhidos... lá receberá todas a instruções necessárias para a missão... se desconfia de mim, procure Coração da Aurora, ele já foi informado, e você foi liberado da outra missão de ir a outro Caern... A escolha é sua, mas aconselho que venha comigo lupino, um predador , alfa, e ahroun como você não recusaria uma batalha não é mesmo?

A última parte dita pelo Hispo é verdade, Fúria do Carvalha, é um líder, o alfa de um grupo, um predador, e dificilmente um Ahroun recusa alguma batalha, eles tem o dom de se mostra, de provar que são muito mais fortes que os outros. Caso o lupino vá com ele, mais a frente haverá um carro esperando o embarque de ambos.



Kathelim Amaris

Kathelim é calma, e não demonstra nervosismo, embora não esteja entendendo nada do que está acontecendo ali. Só quer tirar o estranho de perto da sua mãe.
Naum sei quem vc é, mais vamos lá para fora, na garagem vc me diz o que quer. Deixa ela fora disso. Que fique claro aquela frase velha e conhecida está valendo, ou seja, se fizer alguma com ela te mato.
Jared sorri ao ouvir Kathelim falar com um tom de ameaça. E responde com bom humor.

- Você não me mataria nem que entrasse em frenesi. Mas não é sobre isso que quero falar com você Amaris, é algo importante.

Ambos vão para fora, para ter uma conversa mais sossegada e claro longe da mãe de Kathelim, ela não quer o estranho perto de sua mãe, até saber o que ele quer e o que faz lá.
Então que quer e vc Sr. se trata de quem.
- Como já disse meu nome é Jared, também sou um Garou, selecionei os melhores Garous para uma missão de extrema importância, e você está nessa lista, você possui habilidades que me são necessárias. Também reuni outros Garous que serão úteis nessa batalha, não posso entrar em detalhes, pois é tudo confidencial, e ninguém quer vazamento de informação quando se planeja algo grandioso, se vier comigo iremos para um lugar reservado e nos encontraremos com o resto do grupo, lá poderei falar passo a passo sobre nossa missão e sobre a função de cada um de vocês. Não se preocupe, sua mãe não corre perido e não farei nada se você recusar, ela é uma boa pessoa, disse que tinhamos negócios a tratar, e por ela está tudo bem, se quiser vir comigo, junte seus pertences, só o que realmente importa e vamos encontrar o resto do grupo. O que me diz?

Dom Verdade de Gaia:
Kathelim rolou 4 dados de 10 lados com dificuldade 8 para verdade de gaia que resultou 6, 3, 2, 2 - Total: 0 Sucessos

Kathelim não consegue identificar se o Garou está falando ou não a verdade, mas suas palavras são firmes, são palavras de alguém que já tem algo planejado, e não parece o tipo que se apoveita de pessoas, não sabe o porque, mas sua aparência é de alguém firme em seus objetivos, alguém importante e que não passa despercebido, mas é sua decisão se juntar ao tal grupo falado por ele ou recusar.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 28
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Junkeira em Seg 9 Set 2013 - 8:06

Eu sigo até o jatinho ao lado do cara. Então entramos juntos nele. O cara é o piloto, eu nem esperava por essa. Depois que agente pega uma altura ele me deixa um recado.

- Andrew, se quiser beber ou comer algo pode ir até essa pequena área ao lado do banheiro, pode se servir a vontade, só não vá se embriagar, o chefe quer o melhor tratamento para vocês.
Eu só balanço a cabeça em sentido positivo sem dizer nem uma palavra, porém sorrindo. Tomo alguma coisa moderadamente, pego um sanduíche e tento relaxar durante a viajem. Procuro condicionar minha mente a esperar pelo pior, pois não quero ser pego de surpresa. Fiquei intrigado por ouvir que haviam mais Garou envolvidas no caso, pelo menos conhecerei gente nova e não terei que passar por essa situação sozinho. Me sinto tentado a usar o dom Encontre o Presságio, mas dessa vez vou deixar rolar. Vou confiar que Gaia me livrará do pior.

ação
fala
pensamento
avatar
Junkeira
Filhos de Gaia
Filhos de Gaia

Mensagens : 21
Data de inscrição : 09/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  athillaST em Ter 10 Set 2013 - 14:18

"Bem Jared, pelo jeito vc parece estar a par de tudo. Sou apenas uma Cliath e sinceramente naum sei em que posso ajudar em uma grande empreitada, contudo se for algo para o bem da mãe e da wyld naum recusarei e me empenharei ao máximo. " 

*Tenho que jogar o jogo desse cara, mesmo sendo Garou sei lah o q ele pode estar tramando*

"Minhas coisas são nulas, cheguei aqui agora e ia até pedir para minha mae um cache pra comprar algumas roupas, mais vamos ao encontro dos outros. Só me deixe falar com minha mae e explicar que vou para uma reunião e volto mais tarde, quem sabe ficarei fora novamente."

Kat ficara bem mais tranquila depois que tirar Jared de perto de sua mae, naum confia naquele sujeito, mesmo ele demonstrando ser um nivel alto.



Ações - Red
Fala - " "
Pensamento - * *
Off - Blue.
avatar
athillaST
Fúrias Negras
Fúrias Negras

Mensagens : 36
Data de inscrição : 13/08/2013
Idade : 40
Localização : RJ - Cascadura

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Edson F. em Sex 13 Set 2013 - 9:19

Andrew Zreik

Não resta nada a fazer a não ser esperar, então porque não fazer um lanchinho? É o que Andrew faz, mas ainda assim fica pensando sobre essa missão, ele não quer criar expectativas, é melhor esperar o pior do que ser surpreendido, isso não é pessimismo é realismo. Ele pensa sobre quem serão seus companheiros nessa missão, poderia até usar um dom para obter mais alguma informação, mas se Gaia preparou esse momento é melhor confiar.

O tempo passa, até que Andrew percebe que já chegaram, o avião pousa. O homem que o trouxa até aqui se dirige até um carro com ele, e vai até outro local, este bem mais perto, alguns minutos e chegam ao local de encontro. Parece mais um galpão, só que organizado, há camas, mesas, quadros, banheiro, guarda roupas, geladeira, armários.

- É aqui que você vai ficar até a chegada dos outros, fique a vontade para dormir, trocar de roupa, tomar banho, comer, meditar, enfim, fique a vontade, só não saia deste local, logo o resto da equipe estará toda reunida.Se precisar de algo estarei lá fora.

Parece mesmo confortável, há também janelas, mas apenas para entrada de ar, pois é impossível olhar por elas, estão muito altas. Agora não resta mais nada a não ser esperar.


Kathelin Amaris


Bem Jared, pelo jeito vc parece estar a par de tudo. Sou apenas uma Cliath e sinceramente naum sei em que posso ajudar em uma grande empreitada, contudo se for algo para o bem da mãe e da wyld naum recusarei e me empenharei ao máximo.
- Ótimo, sabia que não recusaria.

Kathelim decide seguir Jared, embora continue na defensiva, não pode confiar totalmente em uma cara só porque ele diz que é confiável.

Minhas coisas são nulas, cheguei aqui agora e ia até pedir para minha mae um cache pra comprar algumas roupas, mais vamos ao encontro dos outros. Só me deixe falar com minha mae e explicar que vou para uma reunião e volto mais tarde, quem sabe ficarei fora novamente.
- Você não voltará mais tarde, isso pode demorar alguns dias, talvez semanas, talvez mais, depende de como as coisas irão fluir. Também vou me despedir dela.

Ambos vão até a mãe de Kathelin, Jared agredece pelo chá e diz que está na hora de ambos iram. ELe vai para o carro esperar Kathelin se despedir da mãe. Depois disso é seguir viagem até o lugar de encontro com os outros Garous. Durante a viagem Jared não fala nada a respeito da missão, apenas dirige no seu velho ritmo cheio de confiança, com alta velocidade.

Assim que chega ele mostra o lugar para onde Kathelin deve se dirigir, é uma salão enorme, parece mais um galpão, há tudo o que precisa, roupas, comida, banheiro, quartos, inclusive já há um homem lá dentro, provavelmente mais um recruta para a tal missão. Jared não entra, fica do lado de fora conversando com um homem muito bem vestido, ele foi o responsável por trazer o recruta que já se encontra no enorme salão.


- Lá dentro encontrará tudo o que precisar, irei me reunir com vocês assim que o último integrante chegar.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 28
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Junkeira em Seg 16 Set 2013 - 12:31

Finalmente estou no apartamento. Entro lentamente, olho desconfiado para os compartimentos do quarto.

- É aqui que você vai ficar até a chegada dos outros, fique a vontade para dormir, trocar de roupa, tomar banho, comer, meditar, enfim, fique a vontade, só não saia deste local, logo o resto da equipe estará toda reunida.Se precisar de algo estarei lá fora.
Obrigado por tudo meu querido. Aqui tem tudo o que eu preciso, não precisa se preocupar.

Espero o cara sair do quarto e fechar a porta. Quando ele sai eu jogo a mochila em alguma poltrona, estico os braços e as pernas e procuro a cama. Sento-me em forma de lótus em cima da cama e começo a entrar em estado alfa pra buscar algum espírito da localidade ou algo do tipo. Pretendo adquirir desde já alguma informação sobre o ambiente espiritual da cidade.

fala
ação
pensamento
avatar
Junkeira
Filhos de Gaia
Filhos de Gaia

Mensagens : 21
Data de inscrição : 09/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  athillaST em Seg 30 Set 2013 - 14:59

Kat prefere manter o silencio enquanto aguardo Jared voltar e caso o cara que esta na casa fale com ela ou lhe pergunte alguma coisa, soh aí ela vai responder e de forma o mais breve possivel.

Ações - Red
Fala - " "
Pensamento - * *
Off - Blue.
avatar
athillaST
Fúrias Negras
Fúrias Negras

Mensagens : 36
Data de inscrição : 13/08/2013
Idade : 40
Localização : RJ - Cascadura

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Tony.Zefs em Seg 30 Set 2013 - 17:48

Após uma dia exaustivo de trabalho, tanto na empresa quando no Caern, retorno para casa…

Vou a cozinha e abro uma cerveja para tomar enquanto assisto a televisão.

Deixo uma mensagem no computador para Ariadne (Numen) e fico passando pelos canais aleatoriamente, até achar algum programa satisfatorio.

Já se passou um tempo desde que descobri que sou um Garou… A vida ficou mais complicada, porem ela se tornou mais satisfatoria, pois pequenas coisas como assistir uma Tv, agora são reconhecidas pela minha mente como acordes de algo muito maior.

”Ainda sou novo nessa vida de Lobo, ainda me sinto muito preso a vida humana, porem descobri um novo mundo e quero cada vez mais mergulhar nesse novo universo… Preciso usar das minhas habilidades para ajudar aos meus irmãos

Termino a cerveja e vou buscar outra… Na volta observo se a Ariadne me respondeu...


Narração
Minha Fala
Pensamento


                                                                                                         

Neal Schmitt -  Domador de Aranhas - Andarilho do Asfalto - Hominideo - Ragabash

Presa de Sangue - Garra Vermelha - Lupino - Arhoun

Oliver Queen - Parente Fianna - Socio da Alpha Moon
avatar
Tony.Zefs
Moderador
Moderador

Mensagens : 540
Data de inscrição : 25/09/2012
Idade : 29
Localização : Casa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Edson F. em Ter 1 Out 2013 - 9:41

Andrew Zreik

Andrew entra lentamente e com cuidado olha os quartos. Parece tudo calmo,  nada de surpresinhas. Ele agradece ao homem que o trouxe até ali. Assim que o homem vai  embora Andrew se sente mais a vontade, procura uma cama confortável, todas são igualmente  confortáveis. Se prepara para meditar, e quem sabe entrar em contato com algum espírito e  assim adquirir algum conhecimento sobre o local. Pelo visto não se concentrou o bastante  ou não tem nem uma entidade por perto, ou ainda tenha perdido um pouco da concentração  com o barulho da porta, mas alguém chegou, uma mulher, isso tirou um pouco de sua concentração da meditação.



Kathelin Amaris

Kathelin prefere ficar em silêncio onde está mesmo, não tem intenção de  puxar assunto com o integrante que já se encontra no lugar. Decide apenas esperar Jared voltar e dar mais instruções sobre a missão tão secreta.



JARED

Os integrantes não esperam muito e Jared entra na sala. Parece apressado e como Kathelin já sabe, ele é firme nas palavras.

- Por favor, ambos poderiam via aqui?

Ele está numa área maior de todo o lugar, ao seu lado um enorme quadro,  desses de vidro, ao lado alguns lápis de cores diferentes. Provavelmente cedo ou tarde ele escreverá alguma coisa.

- Sei que já se perguntaram inúmeras vezes do por que estão aqui. É  simples, estão aqui porque eu quis, porque eu necessito de seus serviços, cada um tem  suas próprias habilidades, ninguém é melhor que o outro, apenas mais útil em certos  momentos e menos útil em outros. O que falarei aqui para vocês não pode sair desta sala, nem  mesmo após começarmos nossa missão, é altamente sigiloso, ultra secreto.

Ele faz uma pausa, para poderem absorver melhor as informações, sua expressão  continua séria, não demonstra nem um sorriso, insegurança, medo, nada, apenas seriedade e  firmeza em suas palavras. Ele continua.

- Meu nome é Jared, e eu, você Zreik e Amaris, vamos para Nova York,  rastreei um grupo da Wyrm por lá, não são todos peixes pequenos, estamos em guerra. Mas é  uma guera diferente, nós estamos a milhares de passos na frente de nosso inimigo, devem  se perguntar como isso é possível. Simples, eles não sabem que estão em guerra conosco.  Nossa missão é obter informação, invadir, sequestrar, torturar, e aniquilá-los, tudo isso  da forma mais discreta possível, não devem saber que estão sob ataque. Vocês podem ser  considerados filhotes por alguns, meros Cliaths, mas não para mim, agora vocês são  soldados e espiões dessa guerra.

Zreik, suas premonições, visões, espíritos e seu senso de deduções nos será muito útil,  creio que já deve ter tido alguma visão, com você sempre estaremos mais passos a frente do inimigo . Amaris, sua beleza é incomparável, você é nossa melhor arma, pode usar sua  maior graça dada por Gaia, sua sedução. Lá em Nova York encontraremos outros integrantes, que também possuem ótimas habilidades que nos serão muito úteis.


Sua voz não vacila, continua firme e decidido, cada vez mais ele eleva o tom de suas voz, para demonstrar força, confiança.

- Mas antes de partirmos precisam saber de algumas coisas, nossos inimigos  podem ser mais fortes, mais inteligentes, mesmo sem saber que estão sob ataque eles podem  mudar o rumo dessa guerra. Então não o subestimem. Se forem pegos não abram o bico sobre  nada dessa missão, não acreditem em nada que dizem fora desse grupo. E o mais importante,  não pensem que vou arriscar minha vida para salvar a de vocês, porque isso não irá acontecer, o cumprimento dessa missão é mais importante do que todos nós, se eu estiver  em perigo não troquem a missão por mim, continuem sozinhos. E saibam meus amigos, o  perigo é real, enfrentaremos outros Garous, vampiros, provavelmente Fomoris, e outras  coisas mais, não subestimem nada, ajam como se não sentissem medo. E lembrem, eles não  terão misericórdia, então porque teremos?

Hoje continuaremos aqui, partiremos amanhã a noite, descansem, treinem, montem  estratégias, até amanhã a noite aqui é tudo de vocês, mas não podem sair daqui. Se tiveram alguma dúvida a hora é agora.


Jarede continua de pé no mesmo lugar esperando as dúvidas dos integrantes,  se necessário dará mais instruções, tudo dependerá deles. O mais importante é que a  missão já foi dada.



Neal Schmitt

Neal estava em casa, agora poderia descansar, ao contrario do que muitos  pensam, trabalhar sentado numa cadeira em frente ao computador não é tão fácil assim,  isso também é cansativo. Ele deixa um recado para Ariadne, seu Numen. Pega uma cerveja e  fica pensando sobre sua vida de Garou enquanto vai mudando de canal na TV. O que ele queria  mesmo era poder usar mais seu dom, usar mais sai lado fera para ajudar outros da sua  espécie. Vai buscar outra cerveja e na volta olha se Ariadne respondeu. E o que vê no seu  computador o assusta.

Neal nasceu com um dom para computadores, então é de se espantar quando olha para a tela  do próprio computador e percebe sinais de invasão, ele sabe se defender e não consegue  imaginar como alguém conseguiria fazer isso. Há uma nova janela aberta, não mensagens de Ariadne, mas há a de outra pessoa:


"Olá Schmitt, você foi escolhido para uma missão, Gaia o escolheu, precisamos de sua  ajuda, pegue só o que for necessário. Em frente a sua casa há um carro preto, com um  homem careca fora do carro o esperando, entre no carro e ele lhe levará até o local onde  receberá mais instruções."

Isso pega Neal desprevenido, não esperava nem uma invasão a seu computador,  nem ser chamado para nem uma missão. Mas lá fora há realmente um carro preto com um  homem fora esperando, mas é sua escolha decidir ir ou não, parece que seu pensamento foi  atendido, agora pode ajudar seus amigos Garous, se assim desejar.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 28
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York - Encontro com a Wyrm

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum