Um Inimigo Invisível

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Edson F. em Sex 1 Ago 2014 - 13:51

Super Raiva

Perguntas são feitas, respostas são obtidas, tudo é esclarecido passo a passo, o próximo passo é seguir para o Centro de Controle de Doenças do Canadá.
Cada um dos integrantes trava um batalha dentro de si, com questionamentos, dúvidas, algumas dúvidas são esclarecidas, outras nem sequer chegam a ser perguntadas, é o caso do Dr. Lecter, que se pergunta o porque estão recrutando cliaths para a missão, se é algo importante poderiam ter recrutados pessoas mais experientes, mas ele não faz a pergunta. Ele tenta puxar assunto com a bela Amanda, enquanto alguns fazem perguntas eles vão conversando, mas ao mesmo tempo sem se distrair demais.


Doutora Amanda, é um prazer enorme conhecê-la e trabalhar ao seu lado. Tenho um interesse muito particular por infectologia.

- Que bom que tem interesse Dr. Lecter, isso aumenta a afetividade do trabalho, o Dr. já trabalhou em casos assim?

Enquanto conversam Joe e Alain, fazem algumas perguntas a Matthews, logo elas são respondias e as perguntas cessam. Matthews pronuncia suas ultimas palavras antes de partirem.

- Agora que tudo ficou esclarecido é hora de partirem, podem ia para o helicóptero, não esqueçam de me relatar qualquer novidade, e boa sorte a todos nós.

O helicóptero em que irão partir é um EC-725 também chamado de Super Cougar, com capacidade para até 29 pessoas. Quando já estão entrando no helicóptero é quando chega o último integrante, Jensen.

EC-725:

Matthews: - Olá sargento Jensen, achei que não viria. Não podemos perder mais tempo com explicações, os demais integrantes o deixarão a par da missão, agora suba no helicóptero.

Após essa última instrução é hora de partir, e todos são encaminhados ao local. A viagem dura pouco mais de uma hora. O local fica bem afastado da civilização, quase na fronteira do Alasca, no meio do nada, tudo em volta está coberto de neve, o que pode ser considerado impossível alguém sair do local e tentar fugir. O helicóptero pousa próximo a porta, onde já se encontra alguém que os aguarda.

Centro de Controle de Doenças:

- Olá, vocês devem ter sido enviados por Matthews, certo! Eu sou o Sérgio, venham, vou lhes mostrar o local de trabalho de vocês, mas antes algumas pequenas explicações.

Sérgio os leva para uma sala reservada, onde faz mais algumas breves explicações antes do trabalho começar.

- Acredito que todos já receberam um resumo do que se passa aqui e qual a missão de vocês aqui no centro, mas antes de começarmos quero explicar mais algumas coisas, ninguém aqui sabe o que sabemos, sobre Garous, sobre o vírus não ter sofrido mutações e sim ter sido criado, então não podemos contar com a ajuda de ninguém, só nós mesmo, caso precisemos de alguém mais, terá de ser de forma discreta, até mesmo para não chamar atenção de ninguém.

O vírus não é transmitido pelo ar, então não se preocupem com máscaras, mas ainda assim se quiserem, sempre terá uma disponível em qualquer armário. Já perdemos tempo demais, não precisamos nos conhecer muito bem, há prioridades aqui além da formalidade, então mãos a obra. Podem se reunir nesta sala mesmo, ele estará disponível para vocês, aqui tem tudo o que precisarem, algumas salas precisam de um cartão de autorização quando for mesmo preciso usar essas salas falem comigo. Por hora é só, se não tiverem mais perguntas. Por favor Drs queiram me acompanhar, a sala de vocês é outra.


Sérgio encerra a curta reunião. A sala em que Joe, Alaín, Mark e Jensen ficam é como um escritório completo, há estantes com livros, mesas de trabalho, dois computadores, filtro, frigobar, banheiro próprio, fora das salas em cada corredor há placas, o que facilita encontrar qualquer sala que desejar.

escritório:

Dr. Lecter

A sala do Dr. Lecter e da Drª Amanda é uma enorme sala, com muitos equipamentos, do tipo científicos, médicos, todo tipo de equipamento que for necessário para a criação da cura, inclusive amostras de vírus.

laboratório do dr. lecter e drª amanda:




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 28
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Alexyus em Sex 1 Ago 2014 - 18:57

Alaín conformou-se com as informações até ali e embarcou nos preparativos já feitos para ele e os outros garous. O vôo de helicóptero foi bastante inquietante, pela demora e pela incerteza. Ele se manteve calmo, porém clado enquanto o aparelho os conduzia ao Centro de Pesquisas.

Assim que chegaram, ele ouviu as instruções de Sérgio e foi verificar as instalações. Constatando que eram bem satisfatórias, Alaín virou-se para os outros e pôs-se ao trabalho:

- Bem, enquanto os doutores checam os laboratórios, vamos começar a trabalhar. Joe, você poderia dar uma olhada na paisagem umbral? Jensen, acredito que tenha experiência militar, então você é o homem perfeito para checar o perímetro e verificar se há sinais de fuga ou roubo de alguma cobaia contaminada. Mark, seria bom que você conseguisse acesso ao sistema de segurança e começasse a copiar os arquivos de pesquisas dos últimos dois anos. Vamos ter que ler um bocado de relatórios, então é bom começarmos logo.
avatar
Alexyus
Presas de Prata
Presas de Prata

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 14/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Daniel Ramone em Sex 1 Ago 2014 - 19:01

- Que bom que tem interesse Dr. Lecter, isso aumenta a afetividade do trabalho, o Dr. já trabalhou em casos assim?


- Infelizmente não. Sou um leigo, mas prometo não lhe dar muito trabalho. - Respondi com certo humor.

Vi que meus novos companheiros demonstraram certas dúvidas em relação à missão. Também tinha as minhas, mas já não estou mais no colegial e aqueles homens não eram meus professores. Prefiro vivenciar o problema e resolvê-lo por mim mesmo quando me deparar com ele. Acompanhado daquelas pessoas, embarquei em um helicóptero, sempre prestando a atenção ao que todos diziam. Assim que chegamos a nosso destino no Alasca, um homem conhecido como sargento Jensen juntou-se a nós. Explicou algumas coisas de pouca relevância e guiou a doutora e eu até um laboratório bem equipado para a tarefa que devíamos executar. Depositei a caixa com minha katana sobre uma das mesas e analisei bem o lugar.

- Temos uma cobaia? - Pergunto a Sérgio.


- Vincenzo

- Gaspard

- Miranda

Ação
Fala
Off
Pensamento
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 30
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Veu Cinza em Dom 3 Ago 2014 - 15:33

Joe ouve atentamente e nada diz senta-se em um canto apos tirar seus tenis e pedir licenca para entrar, vai para um canto e comeca a entoar baixinho um cantico em indie enquanto, tira de sua mochila dedicada um pequenos espelho circular, fecha a mocila, deixa-a no mesmo canto, assim como camisa, e calca ficando apenas de short e  fita o espelho enquanto rodopia pelo lugar sem incomodar os outros, comeca a cantarolar bem baixo e comeca a passagem umbral.
Joe se concentra ao maximo pois a pelicula ali e bem resistente para ele entao sera algo demorado


Sahid Sama Sarasvati Sat Self Ser Shabda Brahman Shambho Tagore Ustad Vasudevaya Via Negromonte Yogananda allarakha alma amir kushro amma asana asato ma ashteya banda baj bhagavathar bhakta bija brahma brahmacharya buda

Assim que entrar na umbra assumira a forma lupina e conversara com os nativos do local sobre varias coisas se apresentara, e entrara nbo assunto principal, Joe sentara onde estiver e perguntara sobre os reflexos do viros na umbra e tentara obter ajuda , qualquer ajuda
avatar
Veu Cinza
Portadores da Luz Interior
Portadores da Luz Interior

Mensagens : 233
Data de inscrição : 12/09/2012
Idade : 36
Localização : sao paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Edson F. em Seg 4 Ago 2014 - 9:32

Jensen: - Jura? Agora vou seguir ordens aqui?! Há prioridades aqui, e procurar rotas de fugas não é uma delas, vou primeiro conhecer o pessoal, interrogar e depois procurar as saídas. Com o tempo que está lá fora acho que uma fuga está fora dos planos.

Jensen sai, e deixa um Alaín um pouco perturbado, isso nem de longe é bom, alguém que quer fazer as coisas do seu próprio jeito, foi pra isso que foram divididos em equipes, porque há um plano a seguir, então todos devem estar de acordo. Isso não é nada bom, os planos de Alaín podem acabar não sendo todos seguidos, e um frenesi é a última coisa que se iria querer por aqui.

Por outro lado Mark não tem nem um problema em acatar as ordens de Alaín e vai logo ligando o computador e fazendo seu trabalho. Como um profissional habilidoso que é ele digita muito rápido, sabe muito bem o que faz, pluga alguns pen drives conecta alguns cabos,  e em pouco tempo já tem um resumo da situação dos sistemas.


- Vai demorar uns trinta minutos até eu ter acesso a todo o sistema, a segurança aqui parece ser bem alta, preciso fazer algumas modificações num software que eu criei, ele já estaria pronto, mas o sistema aqui é diferente. Se estivesse acessando de fora daqui seria quase impossível invadir, eles tem seu próprio servidor, tudo é próprio daqui mesmo.

Devido a sua profissão Mark tem uma enorme qualidade, o que também é um grande defeito, após bater de frente com um desafio ele não consegue se acalmar ou fazer outra coisa até resolve-lo. Ele se levanta vai até o frigobar e pega um energético, ele sabe que a missão será longa.


Joe

Joe faz o que é pedido sem questionar, se é pelo bem da missão então tudo bem. E vai para um canto afastado, e fica bem a vontade, pode-se entrar na Umbra através de qualquer lugar, mas alguns são mais difíceis do que outros, e aqui não é dos melhores lugares para se fazer isso, ele usa um espelho para melhor concentração. Algum tempo depois o local vai ficando meio coberto de névoa, e Joe sente seu corpo mais leve, ele sabe que acabou de passar pela película. Ao contrário do que muitos pensam a Umbra nem sempre é um lugar aberto, cheio de grama, e árvores, às vezes pode ser um simples reflexo do lugar em que está, mas a medida que se avança a paisagem muda, e mesmo estando ainda na sala Joe se encontra entra a penumbra e a Umbra. Ele assume a forma Lupina e começa a andar pelo local, não é preciso muito esforço e nem um ritual para se encontrar um espírito, esse é seu dom, os espíritos sempre vem até ele.

Após andar um pouco pelo local tudo começa a mudar, Joa vê alguns airts que são rastros deixados por espíritos, ele vê algumas pegadas, é como se elas brilhassem para ele, mais a frente ele vê um lobo, por estar solto no local sabe que esse lobo também está na Umbra, Ele tenta puxar assunto, o lobo se vira, sua face não e de um animal feliz.


- Me ajude, não sei como sair daqui, não sei o que aconteceu, eu estava numa jaula e de repente apareci aqui nos corredores, e não consigo mais sair.

É uma pena, mas o lobo parece não saber que está morto, isso não é lá muito bom, ele pode ficar muito confuso, até agressivo, e poderá não ajudar muito, quando Joe ia falar com ele sente algo estranho, airts, mas dessa vez não é um rastro, é como uma visão, de alguma coisa que o lobo fez, ele não é bom, Joe se vê avançando sobre uma pessoa, e a estraçalhando, ele até sente o gosto de sangue na boca, até que volta a si e escuta passos atrás, é outro lobo, este bem maior, talvez esteja até na forma Hispo, seu olhar é penetrante, seus olhos brilham, um vermelho vivo, um vermelho mal, de puro sangue. Ele apenas encara Joe, sem nada falar.  Depois de alguns segundos ele segue em frente pelo corredor, para longe de Joe. O outro lupino, parece mais amedrontado, apenas olhando em volta, confuso.



Dr. Lecter

- Claro que temos uma cobaia, mas isso não é coisa fácil, quem está infectado dura cerca de três dias, então temos que ser rápidos com os exames que precisamos fazer neles, já que podem morrer a qualquer momento. Venham, vou mostrar a vocês.

Sérgio os leva até outra sala, esta bem mais afastada do laboratório e do escritório do outro grupo. A sala está repleta de jaulas para animais grandes e gaiolas para animais pequenos, ratos, cobras, morcegos, cachorros e lobos, são alguns dos animais que podem ser visto nessa sala. Ele para em frente a uma jaula em que está um lobo, fica bem claro que o animal está infectado, ele baba muito, sua baba gosmenta chega a pingar no chão, os pelos de suas costas estão arrepiados, um claro sinal de agressividade, seu focinho está com um pequeno sangramento, e fica visível a falta de dois ou três dentes, Sérgio explica que a agressividade do animal o faz bater contra a jaula e morde-la para escapar. Há mais três lobos, mas estes não estão infectados, é para experimentos futuros no decorrer do desenvolvimento da cura.

- O lobo agressivo foi nossa última tentativa de cura, mas não funcionou, ele está em seu segundo dia de fúria, acredito que amanhã a essa hora ele já estará morto.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 28
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Alexyus em Ter 5 Ago 2014 - 13:07

Alaín ia responder a Jensen, mas o parente saiu intempestivamente da sala. O Presa de Prata se controlou para dominar a Fúria e comentou com Mark:

- Eu quis dizer pra ele procurar pistas de fugas que já tivessem acontecido aqui. Mas quem sabe ele faça melhor o trabalho dele assim? E a sua parte, Mark?

- Vai demorar uns trinta minutos até eu ter acesso a todo o sistema, a segurança aqui parece ser bem alta, preciso fazer algumas modificações num software que eu criei, ele já estaria pronto, mas o sistema aqui é diferente. Se estivesse acessando de fora daqui seria quase impossível invadir, eles tem seu próprio servidor, tudo é próprio daqui mesmo.

Alaín o tranquilizou:

- Leve o tempo que precisar. Temos que ser precisos e detalhistas nessa missão, e de qualquer modo teremos que esperar os resultados dos outros também.

Triunfo de Gaia entreteve-se então lendo os protocolos do centro de pesquisa, informando-se sobre operações de emergência, itinerários, rotas e outros esquemas de segurança acessível a um visitante como ele.
avatar
Alexyus
Presas de Prata
Presas de Prata

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 14/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Veu Cinza em Ter 5 Ago 2014 - 22:17

Joe observa concentrado, ja nao pode fazer nada por eles, ele observa de onde surgem pra onde vao e segue na direcai pra onde vao e resolve sair dali mas antes ele procura por espiritos da weaver preciesamente por filhos da barata ele ja conversou com o que acha ser um filho dela antes e talvez ela possa ajuda-lo dessa vez
avatar
Veu Cinza
Portadores da Luz Interior
Portadores da Luz Interior

Mensagens : 233
Data de inscrição : 12/09/2012
Idade : 36
Localização : sao paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Veu Cinza em Ter 5 Ago 2014 - 23:13

Joe observa concentrado, ja nao pode fazer nada por eles, ele observa de onde surgem pra onde vao e segue na direcai pra onde vao e resolve sair dali mas antes ele procura por espiritos da weaver preciesamente por filhos da barata ele ja conversou com o que acha ser um filho dela antes e talvez ela possa ajuda-lo dessa vez
avatar
Veu Cinza
Portadores da Luz Interior
Portadores da Luz Interior

Mensagens : 233
Data de inscrição : 12/09/2012
Idade : 36
Localização : sao paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Daniel Ramone em Qua 6 Ago 2014 - 6:55

Me vi um pouco frustrado. Quando falei em cobaia esperava por um ser humano. Como eu poderia executar meu trabalho em um animal? Mas dissimuladamente evitei que isto transparecesse para os outros e apenas observei o comportamento do animal raivoso.

"Será que um infectado humano está agindo da mesma forma violenta" pensei.

- Creio que as primeiras medidas devem ser tomadas pela doutora. Ficarei feliz em ser seu assistente. - Sorrio de forma simpática.


- Vincenzo

- Gaspard

- Miranda

Ação
Fala
Off
Pensamento
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 30
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Edson F. em Sex 8 Ago 2014 - 13:54

Alaín

Alaín fica atolado em fichas e relatórios, tudo o que estiver ao alcance ele usa em benefício próprio. Quanto mais se aprofunda no assunto mais há o que se pensar, contudo, nem todas as fichas, relatórios e demais documentos estão nessa sala, como Sérgio havia falado, nesta sala estaria apenas o material necessário para seus trabalhos, e isso não inclui relatórios de funcionários e a documentação de todos as salas e laboratórios.

Até que passado as exatas meia horas que Mark havia pedido, Alaín é retirado do transe dos relatórios.


- Consegui! Tenho acesso a alguns arquivos, não todos, ainda, eles estão muito bem criptografados, é tudo muito bem protegido, mas creio que em breve terei tudo. Também consegui acesso a algumas câmeras, poderia ser melhor, mas infelizmente há poucas câmeras por aqui, então fazer um mapa do local vai ser praticamente impossível com tão pouco para se olhar... Deixa-me ver... ahh, também consegui as fichas dos funcionários completa, salário, de onde vem, família, tudo. Relatórios de doenças, curas, o que está em estudo.

Mark é realmente um excelente hacker, conseguiu tudo o que havia prometido, ou quase tudo, como havia falado, alguns arquivos estão muito bem seguros, não se sabe o porque de tanta segurança, talvez pesquisas secretas, curas, doenças criadas, não se sabe ainda.


Joe

Já não há muito o que se fazer por alguns, são apenas espíritos confusos, perturbados. Joe tenta seguir o espírito que vira, mas ele já não está mais lá, o espírito de um lobo amedrontado não é de muita valia, ele não sabe de muita coisa, está muito confuso, então decide procurar algum espírito que possa lhe dar alguma informação. Já um pouco distante, a Umbra parece agora um pouco diferente do lugar onde estava, e agora parece mais a Umbra. Já pode ver coisas que não tinham antes, algumas teias de aranhas, algumas árvores mais distante, não demora para espíritos começarem a se aproximar de Joe. Um Jagglings toma iniciativa de puxar assunto, outros espíritos por perto parecem apenas curiosos. É uma barata, não é estranho encontrar justamente o tipo de espírito que Joe desejava, espíritos de baratas normalmente são encontradas em lixões, prédios abandonados, casas, etc, como o lugar ainda tem resquícios do prédio do Centro de Controle de Doenças não é estranho ela aparecer justa agora quando mais se quer, com um espírito consciente e sábio pode ficar mais fácil de obter informações, embora nem todo espírito ajuda sem antes algo em troca.

- Um jovem Garou reluzindo por aqui. Você não está só de passagem, vei buscar algo aqui.

Não é uma pergunta, mas para Joe já é alguma coisa, aquele espírito Barata tomou iniciativa, não é apenas igual alguns que olham apenas por curiosidade porque algo os atrai.



Dr. Lecter

- Sei que podem se perguntar sobre cobaias humanas...

Amanda: - Já ia perguntar, tem alguma?

- Infelizmente ou felizmente, não temos. Mas achando a cura para os lobos para humanos será a mesma.

O dr. Lecter esperava por uma cobaia humana, seu estudo é bem mais interessante quando se trata de humanos, isso agilizaria suas pesquisas e aprofundaria de maneira bem mais rápida o conhecimento.

- Creio que as primeiras medidas devem ser tomadas pela doutora. Ficarei feliz em ser seu assistente. - Sorrio de forma simpática.

- Ok Dr. vamos começar, primeiro quero amostra de sangue, saliva, urina e fezes do animal, vou testar todos eles para começar entendendo o meio de transmissão, Dr. Sérgio por favor poderia me mostrar todo o material que tem, remédios criados, outras amostras etc.

- Claro, venha comigo Drª. E Dr. Lecter, no armário há algumas itens que o ajudarão, focinheira, e um cabo para prender o animal e assim tirar as amostras, frasco, seringas temos tudo o que precisar, e cuidado, não queremos ninguém infectado aqui.


É, o verdadeiro trabalho começa e já começa de forma arriscada, tentar pegar uma fera dessas para tirar tantas amostras, e eles ainda saem, isso não deveria ser trabalho de uma só pessoa, mas olhando bem o lobo também não é tão grande, talvez ainda não lhe reste muita força, está bem magro, e como Sérgio disse, pode ser que amanhã o pobre animal morra.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 28
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Veu Cinza em Dom 10 Ago 2014 - 13:50

Joe em lupino mostra as presas e abana a cauda em forma de animacao, ao espirito o observa cautelosamente caminha circundando do aproximando-se e fuçando-o dizendo:

-Só Luna reluz estou nesta vida como um garou neste momento como um lobo, nesta roda vim para dentre outras coisas descobrir sobre os que esta ocorrendo aos que correrm sobre a pele de luna, a furia que tanto nos auxilia e usada contra nos de forma a nos eliminar,  um virus lancado foi, parentes e garous mortos todos serao, espiritos adoecidos e desequilibrados surgirao, assim tyrazendo o caos, talvez seja este o caminho mas preco nao poderemos pagar para como fenix ressurgir, entao lhe pergunto habil sobrevivente pode nos socorrer?
Vejoi quue seu caminho nao e o da gloria mas o da sabedoria pela placidez de tua fala que recai como um cobertor em inverno,  venho em teu auxilio e nao importa ate onde irei sei que o faco para honrar os que foram....


Em nenhum momento Joe se mnostra hostil ou imponente ele sabe que o orgulho ja varreu inumeros garous do mapa, ele esboça preocupacao mas nao deseepero, reverencia sem rebaixar-se ele sabe que um dia sera assim de novo e de novo

Voce deve ter um nome eu acho, sou Joe Ramanandra Willis, Foco-sobre -a-Crise, Theurge, Portador da Luz Interior, dito isso tu que esmiuca os segredos da teia pode me ajudar, sei que tera um preco que eu possa pagar agora ou mais tarde ou aos poucos, preciso de informacao sobre o virus que esta matando seres sobrenaturais, e se nao for muito preciso de toda a juda possivel , sua e de quem mais puder, se e energia espiritual posso conseguir de meus amigos um pouco mais tarde

Estive  penansdo a respeito , este virua se propaga atraves das enzimas da saliva do garou ou parente afetado, eu desconsidero unhas de parentes pois elas nao sao retrateis , mas as dos garou sim e isso e um problema, elas deiaxam as vitimas furiosas, insadecidas e em poucos dias elas morrrem pois seus coracoes nao aguentam tanto stress e aceleracao, neste caso nao sei se espiritos do extase ou calma resolveriam , e o pior eu pressinto, em eras passadas a Wirm tinha seus instintos como a Devoradora de Almas e etc, e se isso nao for um pacto com algum tipo de besta da mae dos vermes para obter tal resultado?

nesse caso precisamor convocar todos os espiritos quanto possiveis para podermos fazer algo a respeito, nao sei como essse virus nasceu se foi a partie de um encanto ou coisa do tipo, isso e tudo o que eu sei ate o momento, se pudessemos ir ate o local onde estao fabricando ou mantendo o maldito por traz de tudo isso o que achas?
avatar
Veu Cinza
Portadores da Luz Interior
Portadores da Luz Interior

Mensagens : 233
Data de inscrição : 12/09/2012
Idade : 36
Localização : sao paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Veu Cinza em Dom 10 Ago 2014 - 13:58

Joe em lupino mostra as presas e abana a cauda em forma de animacao, ao espirito o observa cautelosamente caminha circundando do aproximando-se e fuçando-o dizendo:

-Só Luna reluz estou nesta vida como um garou neste momento como um lobo, nesta roda vim para dentre outras coisas descobrir sobre os que esta ocorrendo aos que correrm sobre a pele de luna, a furia que tanto nos auxilia e usada contra nos de forma a nos eliminar,  um virus lancado foi, parentes e garous mortos todos serao, espiritos adoecidos e desequilibrados surgirao, assim tyrazendo o caos, talvez seja este o caminho mas preco nao poderemos pagar para como fenix ressurgir, entao lhe pergunto habil sobrevivente pode nos socorrer?
Vejoi quue seu caminho nao e o da gloria mas o da sabedoria pela placidez de tua fala que recai como um cobertor em inverno,  venho em teu auxilio e nao importa ate onde irei sei que o faco para honrar os que foram....


Em nenhum momento Joe se mnostra hostil ou imponente ele sabe que o orgulho ja varreu inumeros garous do mapa, ele esboça preocupacao mas nao deseepero, reverencia sem rebaixar-se ele sabe que um dia sera assim de novo e de novo

Voce deve ter um nome eu acho, sou Joe Ramanandra Willis, Foco-sobre -a-Crise, Theurge, Portador da Luz Interior, dito isso tu que esmiuca os segredos da teia pode me ajudar, sei que tera um preco que eu possa pagar agora ou mais tarde ou aos poucos, preciso de informacao sobre o virus que esta matando seres sobrenaturais, e se nao for muito preciso de toda a juda possivel , sua e de quem mais puder, se e energia espiritual posso conseguir de meus amigos um pouco mais tarde

Estive  penansdo a respeito , este virua se propaga atraves das enzimas da saliva do garou ou parente afetado, eu desconsidero unhas de parentes pois elas nao sao retrateis , mas as dos garou sim e isso e um problema, elas deiaxam as vitimas furiosas, insadecidas e em poucos dias elas morrrem pois seus coracoes nao aguentam tanto stress e aceleracao, neste caso nao sei se espiritos do extase ou calma resolveriam , e o pior eu pressinto, em eras passadas a Wirm tinha seus instintos como a Devoradora de Almas e etc, e se isso nao for um pacto com algum tipo de besta da mae dos vermes para obter tal resultado?

nesse caso precisamor convocar todos os espiritos quanto possiveis para podermos fazer algo a respeito, nao sei como essse virus nasceu se foi a partie de um encanto ou coisa do tipo, isso e tudo o que eu sei ate o momento, se pudessemos ir ate o local onde estao fabricando ou mantendo o maldito por traz de tudo isso o que achas?
avatar
Veu Cinza
Portadores da Luz Interior
Portadores da Luz Interior

Mensagens : 233
Data de inscrição : 12/09/2012
Idade : 36
Localização : sao paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Daniel Ramone em Seg 11 Ago 2014 - 10:02

"Mesma cura para humanos e lobos. Intrigante." Pensei.

- Ok Dr. vamos começar, primeiro quero amostra de sangue, saliva, urina e fezes do animal, vou testar todos eles para começar entendendo o meio de transmissão, Dr. Sérgio por favor poderia me mostrar todo o material que tem, remédios criados, outras amostras etc.

- Agora mesmo, doutora. - Respondi.

- Claro, venha comigo Drª. E Dr. Lecter, no armário há algumas itens que o ajudarão, focinheira, e um cabo para prender o animal e assim tirar as amostras, frasco, seringas temos tudo o que precisar, e cuidado, não queremos ninguém infectado aqui.

Procurei ao redor do laboratório luvas, um jaleco, tubos de ensaio e seringas para retirar as amostras. Deixei que Sérgio cuidasse da focinheira, já que a cobaia era de sua responsabilidade, mas me mantive sempre próximo de minha Katana na caixa caso as coisas fugissem do controle.


- Vincenzo

- Gaspard

- Miranda

Ação
Fala
Off
Pensamento
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 30
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Alexyus em Seg 11 Ago 2014 - 15:09

Alaín mergulhou na leitura de tudo o que estava à mão, mergulhando na organização e funcionamento do complexo de pesquisas. Inteirando-se dos protocolos, registros e instruções, ele familiarizava-se com o cotidiano da instalação e começava a procurar por furos e contradições nos relatos.

Quando Mark o chamou, mostrando o que tinha conseguido, Alain sorriu, satisfeito. Pensou durante meio segundo e começou a passar novas instruções:

- Passe os relatórios de funcionários e pesquisas para um pen drive, junto com o arquivo das gravações das câmeras. Quanto tempo será que elas guardam? 24 horas, uma semana? Bom, vou assistir tudo de qualquer jeito, assim que acabar de ler os relatórios. Enquanto isso, Mark, tente quebrar a criptografia dos arquivos protegidos. Vamos descobrir o que eles estão escondendo.

Assim que pegou o pen drive que Mark gravara, Alaín foi abri-lo em outro terminal. A leitura dos históricos dos funcionários seria a primeira coisa, com especial atenção aos lugares que tinham trabalhado, residido e suas famílias. Logo a seguir, ele se concentraria nas pesquisas, avaliando objetivos, meios de pesquisa, uso de cobaias e fontes de financiamento, tentando cruzar com o que sabia da Pentex e suas subsidiárias.

Terminada a burocracia, seria hora da segurança, assistindo as câmeras de segurança, percebendo em que parte da planta do edifício elas estavam instaladas e quais áreas eram pontos cegos. Assistiria o máximo possível, regredindo e sincronizando as imagens, à procura de visitantes, pessoas que não fossem funcionários e/ou funcionários em locais que não faziam parte de suas atribuições.
avatar
Alexyus
Presas de Prata
Presas de Prata

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 14/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Edson F. em Ter 12 Ago 2014 - 16:30

Horário para todos 23:47

Alaín

- Passe os relatórios de funcionários e pesquisas para um pen drive, junto com o arquivo das gravações das câmeras. Quanto tempo será que elas guardam? 24 horas, uma semana? Bom, vou assistir tudo de qualquer jeito, assim que acabar de ler os relatórios. Enquanto isso, Mark, tente quebrar a criptografia dos arquivos protegidos. Vamos descobrir o que eles estão escondendo.

- Passando relatórios de funcionários... gravações... pronto. Acredito que todas as gravações estão completas, e quando digo completas são completas mesmo, há vários terabytes de memórias só das filmagens, passei para o pen drive apenas gravações de trinta dias, não cabe todos é claro. Ahh, e ao todo são nove câmeras, o que achei pouco, nem todas as salas possuem câmeras. Também já pesquisei na base de dados se os funcionários tem passagem pela polícia, e só dois tem, claro que a a base de dados da polícia não pode ser acessada daqui, a conexão aqui só funciona aqui, nada lá fora pode ser acessado, sorte que eu tinha um banco de dados policial salvo aqui.

Mark é mesmo um sujeito brilhante, é muito curioso ele ter feito um cópia do banco de dados da polícia, mas todo hacker já teve seus problemas com a polícia, então ele achou que era importante ter todo um histórico de sujeitos. E agora isso lhe pareceu útil.

- Nick Chambers, envolvimentos com drogas, e Dexter Hills, o mais interessante, preso por manipular vírus e bactérias clandestinamente, sem permissão e em local inadequado, um laboratório em sua casa. E já estou trabalhando na criptografia, mas o sistemas deles é bom, mas eu tenho meus truques, assim que terminar eu aviso.

O caso de Dexter Hills é extremamente interessante, e de grande importância, parece se encaixar no perfil de um gênio do mal que cria um vírus capaz de acabar com a raça Garou. Tomara que o Jensen perceba algo estranho se o interrogar se não, seria uma boa mostrar essa ficha a ele, assim poderia investigar mais a fundo esse sujeito.

Sem perder mais tempo Alaín vai logo analisar todas as fichas, principalmente a do Dexter, mas não há nada de mais, atualmente trabalha na área de cura, é o chefe dessa área., perdeu os pais ainda jovem, foi levado para um orfanato, conseguiu um bolsa para faculdade de medicina e se aprofundou na área de vírus e parasitas. Nada de anormal na ficha de ninguém. Nada que pareça relacionado a alguma Pentex. Após analisar pesquisas, nada de anormal também, mas é claro, seja lá quem for o responsável pela Super Raiva não deixaria nada registrado.

Terminado toda a papelada, Alín decide assistir os vídeos com as gravações. Ao olhar para o relógio já são 23:47.




Dr. Lecter

O Dr. Lecter acha interessante o fato da cura servir para ambos, humanos e lobos, mas é claro, se o vírus atinge apenas quem possui gene Garou, então significa que ele foi desenvolvido especialmente para Garous, então conseguindo aniquilar o vírus  no gene Garou também o eliminará dos parentes, que possuem genes Garou, mas não o suficiente para a transformação. Antes que o Dr. Sérgio pudesse fazer algo Jensen aparece.

- Pode deixar comigo Sérgio eu ajudo o Lecter.

percepção 2 + psicologia 3 = 5: Dificuldade 7:
Seu resultado é: 4, 1, 8, 7, 3: Você obteve 1 sucesso!

O Dr. Lecter possui muito conhecimento em psicologia, ele sabe muito bem como as pessoas funcionam, já fez muitos experimentos, e ao olhar bem para Jensen ele acha algo estranho, raramente um sujeito do exército tomaria a frente para fazer essa tarefa, ainda mais quando alguém iria fazer, sargentos, policias em geral, seguranças, são sujeitos durões, seus trabalhos giram em torno mais das investigações ou quando há necessidade de força para controlar um meliante, mas isso  não inclui tirar sangue e colher amostras de um animal, mas é apenas algo incomum talvez ele só queira ajudar, nada de mais.

O Dr. Sérgio sai com a Drª para outra sala e Lecter fica sozinho com o Sargento Jensen. Jensen se encarrega de pegar a focinheira, que possui um enorme cabo para impedir de chegar perto do animal, através da grade mesmo ele consegue imobilizar o animal, não foi necessário tanta força e nem a katana. Após recolher amostras Jensen solta o animal, que fica ainda mais furioso dentro da jaula.


- Pronto Dr. vou seguir meu caminho, ainda há coisas para investigar por aqui, a não ser que queria alguma ajuda, posso faze algo mais? Para onde o Dr. levará essas amostras?

Um bom samaritano. Mas ainda incomum para um sargento do exército.



Joe

Foco-Sobre-a-Crise tenta desarmar o espírito fazendo uma jogada de animação, e ao mesmo tempo de alguém que precisa muito de ajuda, ele abana a cauda, para demonstrar felicidade.

-Só Luna reluz estou nesta vida como um garou neste momento como um lobo, nesta roda vim para dentre outras coisas descobrir sobre os que esta ocorrendo aos (…) … (…) importa ate onde irei sei que o faco para honrar os que foram....

Sendo um Portador da Luz Interior e tendo muito experiência com espíritos Foco-Sobre-a-Crise não o assusta, sabe muito bem abordar um espírito, talvez qualquer outro Garou no seu lugar já o teria perdido, mas não Joe, todo o momento ele se mostra calmo e inofensivo. Como o espírito ainda não fala nada ele prossegue.

Voce deve ter um nome eu acho, sou Joe Ramanandra Willis, Foco-sobre -a-Crise, Theurge, Portador da Luz Interior, dito isso tu que esmiuca os segredos da teia pode me ajudar, sei que tera um preco que eu possa pagar agora ou mais tarde ou aos poucos, preciso de informacao sobre o virus que esta matando seres sobrenaturais (…) … (…) nesse caso precisamor convocar todos os espiritos quanto possiveis para podermos fazer algo a respeito, nao sei como essse virus nasceu se foi a partie de um encanto ou coisa do tipo, isso e tudo o que eu sei ate o momento, se pudessemos ir ate o local onde estao fabricando ou mantendo o maldito por traz de tudo isso o que achas?

Enquanto o lupino aguarda alguma resposta do espírito, mais baratas vão se aproximando, todos fazem parte da mesma ninhada, umas começam a se comunicar com outras, mas não é audível para o lobo, algumas se afastam, outras voltam, vão embora de novo, ao todo ficam umas sete baratas, quando uma delas começa a falar a outas vão completando a fala como se fossem um só.

- Podemos ajudar filhote, como você mesmo sugeriu... um pouco de energia espiritual é nosso preço... e algum resto de comida... sem esquecer de arranhar as garras, adoro o barulho... A história desse vírus já chegou a Umbra a agumtempo... é... e não conheço nenhum dom que possa fazer isso... é ciência... é, é ciência... ciência da Wyrm, a mesma ciência dos humanos... não sabemos quem... não é atividade de uma única pessoa... isso é impossível... é, é impossível... para de repetir o que estou falando... só estou explicando... não, está repetindo... assim ele entende mais fácil... de qualquer modo não podemos identificar o criador disso... mas podemos vigiar.

Isso era tudo o que Joe queria, tendo as baratas como espiãs elas podem andar livremente por qualquer lugar sem serem notadas, e trazer as mais diversas informações. Claro que o preço disso será restos de comidas, barulhos feito com garras e o mais importante, energia espiritual, em outras palavras, gnose.

- Por onde começamos?




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 28
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Daniel Ramone em Qua 13 Ago 2014 - 11:48

Pensava eu sobre o tal vírus. Não era a minha especialidade, mas estava disposto a ajudar da melhor maneira possível.

"Será que a diferença entre o número de genes Garou conta para alguma coisa com esse vírus? Os números tornam a vítima menos e mais perigosa? Hum..." Refleti.

Quando esperei que Sérgio fizesse o trabalho, Jensen apareceu bem na hora. Aquilo me fez pensar se estávamos sendo vigiados, então olhei para os cantos do laboratório em busca de câmeras. O ato voluntarioso de um militar como Jensen era um mistério para mim, mas não uma dúvida tão urgente assim a ser sanada. Observei enquanto ele dominava o animal infectado, e notei que os outros doutores se retiraram para uma outra sala.

- Pronto Dr. vou seguir meu caminho, ainda há coisas para investigar por aqui, a não ser que queria alguma ajuda, posso faze algo mais? Para onde o Dr. levará essas amostras?

- Vou levá-las até um microscópio e examiná-las. Obrigado pela ajuda, sargento. Não há nada mais que o senhor possa fazer aqui, a não ser que queira observar de perto o meu trabalho. - Blefei, deixando escapar um pequeno sorriso.

Como eu havia dito, peguei as amostras e as levei até o microscópio, examinando e anotando o comportamento do vírus. Logo em seguira colhi um pouco de meu próprio sangue com uma seringa e misturei com a amostra para tentar ver como ele age ao atacar as células de um parente garou.


- Vincenzo

- Gaspard

- Miranda

Ação
Fala
Off
Pensamento
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 30
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Alexyus em Sab 16 Ago 2014 - 12:31

A eficiência de Mark fez Alaín sorrir de satisfação. Estavam economizando muitos dias de investigação com aquela invasão hacker, e quanto antes agissem, melhor.

Alaín ainda perdeu bastante tempo vasculhando as informações acerca de Dexter Hill, mas não achou novos indícios na ficha dele. Se existissem, estariam muito bem disfarçados.

Munido então de uma suspeita concreta, Alaín começou a assistir as gravações, mas apenas as partes que focalizassem o cotidiano de Dexter Hill no complexo. Ficaria atento a desvios de rota dele e contatos com outros funcionários.
avatar
Alexyus
Presas de Prata
Presas de Prata

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 14/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Edson F. em Dom 17 Ago 2014 - 14:41

Dr. Lecter

O Dr. Lecter vai para outra sala, uma sala ao lado, para examinar as amostras de vírus, Jensen fica apenas olhando os animais em suas jaulas.

Durante o experimento, mesmo não sendo a especialização do Dr. Lecter, ele entende como ocorre a reação ao misturar o vírus da Super Raiva com material genético saudável de si mesmo, o vírus não mata as células do corpo, ele apenas o reveste com um camada viral, como se o estivesse anulando, todas as células do corpo que são inteiramente humanas não são afetadas, é como se o vírus não a detectasse, mas o que for de material Garou ela ataca, como todos sabem o gene de um lobisomem é recessivo, o que é bom caso contrario existiriam mais Lobisomens do que humanos, mas quando o vírus reveste as células Garous ele passa a ser um gene dominando, e também obtém um comportamento agressivo, como se não permitisse nada chegar perto das células infectadas.

Isso não é nem uma novidade para os outros, foi dessa maneira que foi detectado um vírus inteiramente Garou, mas isso passa a ser mais interessante para o Dr. Lecter, em seus estudos, ele procura algo sobre a corrupção sobre a mácula, mas algo que não seja espiritual, maldade pode ser alguma coisa ligada a psicologia, mas quem sabe também ao DNA, aos genes humanos?!

Ao sair da sala para levar as amostras para a Drª Amanda, e passar pela sala das ajulas nota que Jensen não se encontra mais lá, mas tudo está normal, ele deve ter ido fazer algo mais importante que olhar animais enjaulados.




Alaín

Alaín começa a assistir as gravações, principalmente procurando algo sobre Dexter Hills, mas nota algo curioso, há sete câmeras ao todos, mas nem uma mostra movimento algum , e adianta, alguns minutos, depois horas, dias, e não vê ninguém em câmera alguma, é quando Mark o chama.

- Temos um problema. Pode vir aqui? Achei os arquivos das filmagens pequenas, claro ocupam muito espaço porque são muitas gravações, mas olhando individualmente o espaço que ocupam é extremamente pequeno, então percebi que não há filmagens, tudo foi alterado, o tempo continua rodando normalmente, mas a filmagem está congelada. Alguém deve ter acessado o sistema daqui. E isso não é o pior, do mesmo jeito que mexeram nas filmagens as fichas também podem não ser confiáveis. Nesses outros vídeos podemos ver, movimento de pessoas, mas as câmeras não estão gravando, e pode haver o risco de também ser filmagens manipuladas.

É como se o lugar ficasse carregado de trevas, alguém com muita habilidade crio esse vírus e não quer ser descoberto e nem deixar nem uma pista, o problema que essa pessoa sabe muito bem o que faz.

Opa, o que é isso?! Um lobo solto andando pelos corredores, será uma montagem? E se não for? O que devemos fazer?

A situação piora ainda mais. Um lobo solto, se ele estiver infectado poderá infectar qualquer um a quem atacar.



Joe

Foco Sobre a Crise estava conversando com algumas baratas, ou melhor, espíritos. Quando um grande lobo, não um lobo mas um Hispo enorme, com grandes olhos da cor de sangue, aparece.

- Olá Ramanadra, dando um passeio a luz de Luna? Ou só consultando os espíritos? Talvez eu possa ajudar.

Alguns espíritos começam a se afastar, ao conhecimento do lupino isso não é coisa boa, alguns espíritos sentem a aura de um Garou e se o evitam é porque coisa boa não é. Mas até o momento o Hispo não parece nem uma ameaça, apenas está puxando assunto, curioso.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 28
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Veu Cinza em Dom 17 Ago 2014 - 19:08

JOE diz as baratas para procurarem em laboratorios de grande porte onde a energia e ao mesmo tempo estatica e tenebrosa poios algo  criado para esse fim so poderia atrair tais coisas e ficarem atentos a lugares onde espiritos de parentes e garous tenham se reunido com ferquencia pois ele sabe que quando uma pessoa morre de forma traumatica e violenta o espirito tende aficar apegado ao local como se queresse vinfganca, e fala tambem para eles que fara o combinado, e que precisara de uma delas na umbra seguindo pára ser o canal com a s demais


Entao minhas amigas e isso, vou reunir o maximom de energia para voces , restos , posso conseguir, eo mesmo quanto as garras e seus barulhos,  eu precisarei descansar para recarregar minhas forcas, e ha parece que temos companhia, e pelo visto me conhece

Logo na hora que ele estava comecando a se socializar e aparece esse, apesrea de estranhar o fato desse cara aparecer e JOE nao gostar do fato ele nao externa isso, pois te e um momento delicado ele p´recisa ser focado e controlado afinal e isso que resume seu nome, foco, ele dispensa as baratas, e fica a sos com o hispo, sabendo que pode nao ser boa aideia, mas nao pod vacilar

Podem ir ppois parece que temos algo para converasr por aqui, certo

Fala isso voltando -se para o hispo e dizendo algo para ele, enquanto contorce seu corpo  assumindo a forma hispo recitando um mantra

Vishinu basara kshinu kandara on espero que nao se ofenda, mas e bom equlibramos a danca das estacoes para que a chuva caia agua como sempre deveria ser

Joe o encara nos olhos falando bem calmamente e de forma tranquila mas sem perder a fiirmeza e a franqueza e segue falando com o visitante

Tu ja me conheces  serrei sincero, o tempo e meu amigo mas nao meu escravo portanto nao tenho interesse em saber como, deves saber o que procuro e tao logo diga se tem o que eu quero e o preco, aproveite e me diga quem es, e como cortesia vai-lhe uma dica embora eu seja um juiz nao considero rpudente menitr, nao sou do tipo que ri de piadas sem graca

joe caminha o tempo todo como se esperasse um ataque nao dele pois  o mesmo esta ali e deve ser somente um chamariz, mas de quem possa estar oculto



avatar
Veu Cinza
Portadores da Luz Interior
Portadores da Luz Interior

Mensagens : 233
Data de inscrição : 12/09/2012
Idade : 36
Localização : sao paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Daniel Ramone em Ter 19 Ago 2014 - 11:19

"Fascinante." Pensei enquanto analisava o comportamento do vírus diante de minhas células.

Arrumei tudo e levei as amostras junto com as anotações para os outros doutores. No caminho notei que Jensen não estava mais lá. Sua presença ali fora estranha desde o começo, e seu desaparecimento foi igualmente misterioso. Sou psicólogo, reconheço esse tipo de comportamento.

off: Antes de me reunir aos outros dois, vasculho o laboratório para tentar ver se algo sumiu, inclusive nas jaulas.

- Bem, meus caros, tive de ver com meus próprios olhos os efeitos do vírus sobre os genes Garou. Chega a ser belo de tão assustador.

Deposito minhas anotações e amostras sobre a mesa.

- Eu não sou a pessoa mais indicada para falar sobre o assunto, mas em minha curta experiência me ocorreu uma coisa. - Disse eu, caminhando pelo lugar. - Creio que levaremos muito tempo trabalhando em uma cura, e que deveríamos voltar nossos esforços para encontrar uma maneira de bloquear este vírus e tornar aqueles que ainda não foram infectados em seres imunes a ele até encontramos uma maneira de eliminá-lo. Como? De alguma maneira este vírus sabe diferenciar um gene humano de um gene Garou. Poderíamos desenvolver anticorpos não com o intuito de combater o vírus, mas de confundi-lo de uma maneira que ao entrar em contato com nosso DNA ele não saiba mais reconhecer a diferença entre nossos genes e os de uma pessoa comum. A doutora talvez possa descobrir que tipo de sentido este vírus usa para fazer este diferenciamento.


- Vincenzo

- Gaspard

- Miranda

Ação
Fala
Off
Pensamento
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 30
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Alexyus em Qui 21 Ago 2014 - 16:24

Alaín estava ficando frustrado com aquelas câmeras inúteis, quando Mark revelou que todas as gravações tinham sido alteradas ou poderiam estar sendo manipuladas.

"Que diabos está havendo aqui? Como eles poderiam alterar tão completamente tantos registros? Isso parece influência espiritual... Onde será que foi aquele theurge?"

Quando apareceu um lobo nas câmeras, Alaín estava positivamente perplexo.

Opa, o que é isso?! Um lobo solto andando pelos corredores, será uma montagem? E se não for? O que devemos fazer?

Alaín sorri e resolveu jogar:

- Vamos acionar a segurança deles e ver se encontram o lobo. Se for um vetor do vírus, eles não serão afetados, já que não são parentes. Consegue contactar o resto da nossa equipe?
avatar
Alexyus
Presas de Prata
Presas de Prata

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 14/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Edson F. em Sex 22 Ago 2014 - 13:12

Joe

Joe fica sozinho com o enorme Hispo, e também na forma Hispo.

Tu ja me conheces  serrei sincero, o tempo e meu amigo mas nao meu escravo portanto nao tenho interesse em saber como, deves saber o que procuro e tao logo diga se tem o que eu quero e o preco, aproveite e me diga quem es, e como cortesia vai-lhe uma dica embora eu seja um juiz nao considero rpudente menitr, nao sou do tipo que ri de piadas sem graca

- Sei que está em busca de uma cura para o vírus, talvez eu possa ajudar, mas erá que vir comigo, e em silêncio.

Percepção 4 + Expressão 1 = 5:
5D 10L Dificuldade7 = 4, 1, 5, 9, 6: Não obteve sucesso!

O Hispo não se apresenta, não fala como conhece Joe, não dá nem uma detalhe, apenas diz que pode ajudar. Foco Sobre a Crise observa bem suas expressões, mas não identifica nada de estranho, o Hispo é firme em suas palavras, não identifica sequer um micro expressão, o que o faz acreditar no Hispo. E faz todo sentido segui-lo, não muito o que fazer no laboratório, ele foi mandando a Umbra para buscar ajuda, e parece que a ajuda veio até ele.



Dr. Lecter

Lecter acha suspeito a saída de Jensen, ele é um cara estranho, na sala ele observa tudo em busca de alguma coisa fora do lugar, ou alguma coisa faltando, principalmente as jaulas.

Percepção 2 + investigação 1 = 3:
3D 10L Dificuldade6 = 8, 8, 8: Obteve 3 sucessos!

Sua percepção não é lá grande coisa, pelo menos em relação a pura observação, mas quando se trata da psicologia suas habilidades são incríveis, mas olhar bem para as jaulas Gaspard tem certeza que um dos lobos é diferente, esse da jaula parece maior, e com a pelagem um pouco mais escura, embora o lobo que estava no seu lugar não estivesse infectado, seria usado para experiências futuras, isso só pode ter sido coisa de Jensen, mas como surgiu outro lobo? Sem saber ao certo o que aconteceu o Dr. Vai até seus companheiros explicar o que observou sobre o vírus.

- Eu não sou a pessoa mais indicada para falar sobre o assunto, mas em minha curta experiência me ocorreu uma coisa. - Disse eu, caminhando pelo lugar. - Creio que levaremos muito tempo trabalhando em uma cura, e que deveríamos voltar nossos esforços para encontrar uma maneira de bloquear este vírus e tornar aqueles que ainda não foram infectados em seres imunes a ele até encontramos uma maneira de eliminá-lo. Como? De alguma maneira este vírus sabe diferenciar um gene humano de um gene Garou. Poderíamos desenvolver anticorpos não com o intuito de combater o vírus, mas de confundi-lo de uma maneira que ao entrar em contato com nosso DNA ele não saiba mais reconhecer a diferença entre nossos genes e os de uma pessoa comum. A doutora talvez possa descobrir que tipo de sentido este vírus usa para fazer este diferenciamento.


Amanda: - Muito interessante o jeito como o vírus foi criado para agir. Mas criar uma imunidade não é tão mais fácil do que cura, ainda assim isso levará tempo, e se perdermos tempo demais e falharmos será tudo em vão.

Nesse hora veem um homem passar pelo corredor e derrubar no chão alguns frascos com algumas amostras que vinha segurando, ele tinha bastante pressa, parecia estar correndo de algo. Poucos segundos depois desse incidento soa um alarme, que é audível a todos no laboratório, depois uma voz dando um aviso. O Dr. Lecter e a Drª Amanda reconhecem a voz, e do hacker que está trabalhando com eles, mas que está em outro sala fazendo ou parte do trabalho.

- ATENÇÃO TODOS, CAPTEI NAS CÂMERAS UM LOBO SOLTO PROVAVELMENTE INFECTADO. REPITO, HÁ UM LOBO SOLTO, PROVAVELMENTE INFECTADO. TRANQUEM-SE EM SUAS SALAS E AGUARDEM AJUDA.

É quase impossível de acreditar, há apenas alguns segundo o Lecter verificou a sala e as jaulas, todos estavam no lugar, não é possível que Mark faça uma piada com uma situação tão séria, mas o homem que passou correndo, ele estava com medo de algo. Sérgio corre e fecha a porta o mais rápido que pode.

Sérgio - Como ele escapou? Dr. Lecter tem certeza que fechou bem a jaula?

Mau tem tempo de dar uma resposta e veem o lobo do lado de fora, correndo e dando encontrões na porta, para tentar abri-la, ao olhar pela janela é possível ver que o animal está babando, sem dúvida está infectado, se ele conseguir entrar na sala será um grande problema, embora a sala seja grande ela não tem outro saída, e sem armas por perto dificulta tudo, só o que possuem são materiais de laboratório.


Alaín

Alaín começa a ficar frustrado com o que está acontecendo, tudo começa a dar errado, primeiro as câmeras, elas já haviam sido hackeadas antes, e agora ele começa a se perguntar onde está o Portador da Luz Interior, ele ia até a Umbra apenas para contactar algum espírito, mas já faz algum tempo que saiu. Quando pensa que a situação já está numa pior tudo piora ainda mais, há um lobo solto e provavelmente infectado rondando por aí.


Vamos acionar a segurança deles e ver se encontram o lobo. Se for um vetor do vírus, eles não serão afetados, já que não são parentes. Consegue contactar o resto da nossa equipe?


- Já estou fazendo isso!... - ATENÇÃO TODOS, CAPTEI NAS CÂMERAS UM LOBO SOLTO PROVAVELMENTE INFECTADO. REPITO, HÁ UM LOBO SOLTO PROVAVELMENTE INFECTADO. TRANQUEM-SE EM SUAS SALAS E AGUARDEM AJUDA. Mas Alaín, mesmo que o lobo não possa infectar algumas pessoas ele ainda pode atacar e matar, a função do vírus é se espalhar, mas a do lobo e matar.

É realmente uma situação complicada, os humanos podem ser mortos pelo lobo, um Garou pode ser infectado, isso está fugindo ao controle, e para Alaín a situação não está nada boa, ele sente seu corpo formigar um pouco, sente um pouco de calor, apesar de todas as salas terem ar condicionado.

- O que faremos para tentar prender o animal? Entrar em confronto direto pode ser arriscado. Alguém está jogando com a gente, e não estou gostando disso.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 28
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Alexyus em Sex 22 Ago 2014 - 16:15

Alaín pensava o mesmo que Mark. Preocupado, ele analisava não apenas a situação, mas também suas origens.

"Quem teria soltado o lobo? De onde ele viera? Malditas câmeras inúteis!"

Insatisfeito com os pensamentos que não chegavam a nenhuma conclusão, Alaín decidiu agir.

- Mark, tente contatar Jensen e os outros. Vamos reunir a equipe pra deter o lobo e investigar in loco agora. Se me vir nas câmeras, tente me orientar pelo sistema sonoro.

Ele pegou seu casaco e um mapa das instalações e saiu atrás do lobo.

"Lobos comuns não atacam humanos. Mas preso aqui e talvez infectado depois de exames dolorosos, ele pode estar além do instinto natural, pode estar enlouquecido de raiva. Melhor procurar o Lecter e garantir que esteja bem. Não podemos perder nossos cientistas agora!"
avatar
Alexyus
Presas de Prata
Presas de Prata

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 14/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Daniel Ramone em Sab 23 Ago 2014 - 1:30

Amanda: - Muito interessante o jeito como o vírus foi criado para agir. Mas criar uma imunidade não é tão mais fácil do que cura, ainda assim isso levará tempo, e se perdermos tempo demais e falharmos será tudo em vão.

Balancei a cabeça, concordando, afinal de contas estava falando com uma verdadeira perita. De repente vi um homem passar correndo, parecia fugir de algo. Perguntei-me do que seria quando o alarme do laboratório soou. Parece que um dos lobos infectados havia fugido, isso seria interessante. Jensen teria algo a ver com isso?

Sérgio - Como ele escapou? Dr. Lecter tem certeza que fechou bem a jaula?

Algo atacava a porta, provavelmente a criatura infectada a julgar pela violência com que o fazia. Seria proposital seu ataque justo a nós três.

"Claro que sim." Pensei.

- Assim o senhor me ofende, Doutor. Eu nem sequer toquei na jaula. Por que não chama o sargento Jensen para verificar a situação? - Sugeri maldosamente.

Hora de agir. Observei bem a sala, primeiro procurando objetos que pudessem ser improvisados como arma. Depois verificando se as mesas poderiam servir como trincheiras contra o ataque do animal. E por último quem daqueles dois era o menos útil para que eu atirasse como isca ao lobo caso a situação se complicasse. Por enquanto fiz apenas o básico, procurei por uma mesa ou um armário que estivesse mais próximo da porta e o empurrei contra ela para bloquear a passagem.


- Vincenzo

- Gaspard

- Miranda

Ação
Fala
Off
Pensamento
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 30
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Veu Cinza em Dom 24 Ago 2014 - 9:32

Uma vez que  Joe nao ve problemas ele segue o lobo procurando ficar atento a tudo ao seu redor ele busca perceber qualquer nuance no caminho e mesmo sabendo que  pode ser uma emboscada embra nada aponte para vtal ele vai ate por que e na umbra qe ele se sente em casa onde seu coracao e seu espirtio estao e entao ele segue como uma folha percorrrre o vento na busca de continuar sua liberdade em pleno voo ou planagem
avatar
Veu Cinza
Portadores da Luz Interior
Portadores da Luz Interior

Mensagens : 233
Data de inscrição : 12/09/2012
Idade : 36
Localização : sao paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum